quarta-feira, 15 de maio de 2013

José Ricardo promove Sessão Especial pelos 40 anos de atuação da Embrapa no desenvolvimento agrícola no Brasil, em especial, no Amazonas

Às 14h desta quinta-feira (16), será realizada Sessão Especial pelos 40 anos de atuação da Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuárias (Embrapa) no desenvolvimento agrícola no Brasil, em especial, no Amazonas. A autoria da homenagem é do deputado estadual José Ricardo Wendling (PT), presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam).

A Embrapa foi instituída no dia 26 de abril de 1973, sendo uma instituição pública vinculada ao Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tendo como objetivo o desenvolvimento de tecnologias, conhecimentos e informações técnico-científicas voltadas para a agricultura e pecuária brasileira e como missão, viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da agricultura, em benefício da sociedade brasileira.

Atualmente, a Empresa conta com unidades de pesquisa e unidades centrais espalhadas por quase todo o País, incluindo o Amazonas desde 1974, contando com 9.248 funcionários, dos quais 2.215 são de pesquisadores, como ainda com 92 bases físicas, sendo nove sedes de institutos regionais, 70 estações experimentais, 11 imóveis e dois centros nacionais.

Além disso, atende a demandas dos mercados locais e regionais dentro do programa de agricultura familiar, principalmente, com mandioca, cultivo de grãos e olericultura; do mercado nacional, realiza pesquisas com fruteiras tropicais, dendê, seringueira, espécies florestais, guaraná e piscicultura; e do mercado internacional, com a produção de sementes do dendê.

Para José Ricardo, essa justa homenagem justifica-se pela importância da Embrapa para a agricultura do País, devido às suas pesquisas, às inovações e aos investimentos, além de promover políticas macroeconômicas setoriais e da crescente organização dos segmentos agroindustrial e agroalimentar. “Uma trajetória de autosuficiência e na ampliação da capacidade exportadora”.

Para essa Sessão Especial, foram convidados, dentre outros órgãos e entidades: Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), Agência de Fomentos do Estado do Amazonas (Afeam), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror), Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária (Incra), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Fundação Amazônica de Defesa da Bioesfera, Associação Amazonense de Municípios (AAM), Associação dos Engenheiros Agrônomos do Estado do Amazonas, Banco da Amazônia (Basa), Banco do Brasil, Rede de Biodiversidade e de Biotecnologia do Amazonas Legal (BioNorte), Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), Federação dos Trabalhadores da Agricultura (Fetagri), Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Centro das Indústrias do Estado do Amazonas (Cieam), Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), empresas ligadas à produção agrícola, bem como cooperativas e deputados federais.

Fonte: Assessoria de Comunicação