sexta-feira, 24 de outubro de 2014

José Ricardo denuncia abandono da segurança no interior e cobra Audiência sobre sistema penitenciário.


Após ter apresentado requerimentos solicitando Audiência Pública na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) para debater sobre a segurança pública, e nunca terem sido aprovados, o deputado José Ricardo Wendling (PT) cobrou mais uma vez a presença dos secretários de Estado da Segurança (SSP) e da Justiça (Sejus) na Casa. “Queria saber por que requerimentos de minha autoria são esquecidos? E por que essa proteção com esses secretários?” questionou ele, que desde 2011 apresenta requerimentos solicitando debate sobre a segurança, dentre eles, o que pretende fazer uma reavaliação do Programa Ronda no Bairro e o que irá discutir sobre a falta de controle no sistema penitenciário, incluindo, possíveis negociações entre representantes do Estado e líderes de facção criminosa.

Para o deputado, é grave o quadro atual da segurança pública, principalmente, no interior do Estado. Em visitas que fez em todos os municípios amazonenses, ele relatou as diversas situações encontradas: delegado trabalhando sozinho, sem escrivão e sem investigador; preso tomando conta das celas; viaturas abandonadas e até servindo de depósito; e dois policiais militares fazendo a segurança de uma população de mais de 15 mil pessoas.

“Na maioria das delegacias, não tem funcionários do Estado cuidando da parte administrativa e dos serviços gerais, apenas servidores da Prefeitura. Em outros casos, é a guarda municipal a responsável pelos presos, profissionais desabilitados para estarem armados e desempenhando essa função. E na grande maioria dos locais, a polícia não tem lancha para atuar na área ribeirinha”, contou ele, ressaltando ainda a situação dos presos provisórios, que estão abandonados. “Esse pequeno retrato mostra o abandono e o descaso com a segurança pública”.

Em cada município visitado, José Ricardo encaminha relatório para os devidos órgãos competentes. E na área da segurança, quando encaminhou relatórios para a SSP e para a Sejus, lembrou que recebeu como retornos apenas informações evasivas. “Por isso, apresento emendas ao Orçamento do Estado e cobro esses debates para falar das prioridades públicas, da falta de estrutura e também da questão orçamentária. Vou continuar insistindo que no Orçamento estadual tenhamos mais recursos para investir na segurança. Enquanto isso, é o povo quem sofre com esse descaso, com os inúmeros assaltos e assassinatos”, concluiu.

Pesquisa aponta para o otimismo com a economia atual

O deputado José Ricardo comentou também sobre a atual pesquisa do DataFolha que aponta para o otimismo da população brasileira com a economia do País. Em abril deste ano, 64% dos brasileiros acreditavam que a inflação iria aumentar; já em setembro, reduziu para 50% e agora são apenas 31%. Com relação à taxa de desemprego, em setembro, 36% da população acreditava que essa taxa iria aumentar; e agora, esse percentual diminuiu para 26%. Ao mesmo tempo, quando se perguntou ao povo se acreditava que a taxa de desemprego iria diminuir, 23% disseram que sim em setembro e 31% agora em outubro. E sobre a situação econômica, em setembro, 25% achavam que a economia iria piorar, contra apenas 15% neste mês.

“Mas 45% da população disse acreditar na melhoria da situação econômica atual, contra 32% no mês de setembro. E esses dados demonstram que a sociedade está percebendo a boa condição econômica do País”, declarou o parlamentar, citando ainda indicador econômico divulgado ontem pelo IBGE sobre a taxa de desemprego: 4,9% agora em setembro, o menos índice desde 2002. “É o crescimento significativo de empregos formais”.

Fonte: Assessoria de Comunicação

PARA DILMA, BANCOS PÚBLICOS SÃO ESSENCIAIS PARA A MODERNIZAÇÃO DO PAÍS.


“Só interessa reduzir o papel dos bancos públicos àqueles que tem uma visão estreita da realidade no Brasil ou que querem beneficiar segmentos privados que cobram juros maiores e que não financiam programas sociais”, destacou a presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, na cidade de Goiana (PE), localizada a 63,4 km de Recife.

A presidenta lembrou que o financiamento das obras de mobilidade urbana, tão importantes para a população, é feito pelos bancos públicos, assim como todos os projetos de infraestrutura do Brasil. Os bancos também viabilizam programas federais como o Bolsa Família, o Minha Casa Minha Vida e o Plano Safra. No campo da educação, também têm contribuição importante no Ciência Sem Fronteira, no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), no Programa Universidade para Todos (Prouni) e até no Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

Segundo a presidenta, a taxa de inadimplência é baixa: a do Banco do Brasil é de apenas 2%; a da Caixa Econômica Federal de 2,8%; e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), de 0,07%. Já a falta de pagamento dos bancos privados chega a 4%.

Em 2002, o ativo da Caixa era de R$ 128,4 bilhões; em junho de 2014, o ativo da Caixa é de R$ 1,4 trilhão; e seu lucro líquido foi três vezes maior 2013, se comparado à 2002. Já o Banco do Brasil (BB) tinha, em 2002, um ativo de R$ 204,6 bilhões; este ano, chegou a R$ 1,4 trilhão; e o seu lucro é quatro vezes superior ao de 2002.

“O lucro líquido do BNDES é oito vezes o resultado de 2002, quando foi de R$ 1,5 bilhão. Em 2013, foi de R$ 8,15 bilhões. Estou dando este número porque ele é incontroverso”, afirmou Dilma.

Investimentos no Nordeste
Nos últimos 12 anos, o Governo Federal fez importantes investimentos na Região Nordeste, que foi relegada em governos anteriores. Entre as principais obras, o Polo Industrial Portuário de Suape; a Refinaria de Abreu e Lima; o Polo Naval de Pernambuco; e a Fábrica da Fiat em Goiana.

“A Fábrica da Fiat foi feita com R$ 4,5 bilhões de crédito tributário e R$ 5 bilhões de financiamento do Governo Federal. O Polo Naval também é fundamental para Pernambuco, porque criará aqui uma cadeia e garantirá empregos de qualidade para a população. O que estamos criando aqui é uma parte expressiva da Indústria Naval brasileira”, conta a presidenta.

O Estado de Pernambuco recebeu do governo Dilma R$ 6 bilhões; no governo Lula foram R$ 4,26 bilhões. Já no governo do PSDB foram menos de R$ 600 milhões.

“Esta é a realidade: quem liberou o maior volume de recurso para o financiamento aos estados foi o meu governo, dentro da política anticíclica de liberação de recursos de investimento. O governador é meu parceiro, e isso vale para qualquer governador, inclusive os de oposição. E será assim, pois não escolho parceiro, quem escolhe é o povo”, garantiu a presidenta.

A Sinistra História das Privatizações no Brasil - Por LÉA MARIA AARÃO REIS.

A Sinistra História das Privatizações no Brasil

"Privatizações: a distopia do capital", sob patrocínio do ideário do saudoso geógrafo Milton Santos, é a novo filme de Sílvio Tendler.

O fascinante novo filme de um dos mais respeitados documentaristas brasileiros, Silvio Tendler – Privatizações: a distopia do capital – relembra e esclarece, em uma aula cinematográfica de 59 minutos de grande impacto, como se deu o processo do crescente desmonte do estado brasileiro pelas mãos dos governos neoliberais dos dois fernandos do passado, começando em Collor e atingindo o seu ápice com FHC.

Sob o patrocínio do ideário do saudoso geógrafo Milton Santos, Tendler, diretor e roteirista do filme, avisa no prólogo que vai tratar não apenas do processo de privatizações do qual o Brasil e sua população foram vítimas, mas também “das artimanhas do capital internacional em aliança com os capitais nacionais contra a nossa economia.”

Nada mais oportuno. Assistir, divulgar e exibir este doc seguido de debate político, em especial nesses próximos dez dias, nas escolas de nível médio e salas de aula do ensino superior, cineclubes, no circuito cultural, nas lajes e nas diversas atuais novas plataformas disponíveis de cinema. Um dos objetivos: desconstruir o mantra decorado pelo candidato da direita Aécio Cunha à presidência da república, que promete, nas linhas e entrelinhas de seu programa de governo, encenar o derradeiro ato do triste teatro do desmonte do estado brasileiro. Isto se por acaso fosse eleito.

O mesmo candidato que, sempre leve como se estivesse nas areias da praia do Leblon, e com a ligeireza que lhe é peculiar, se refere em vazios pronunciamentos às severas críticas dessa história sinistra das privatizações no país - ativos públicos vendidos ou ofertados quase de presente ao setor privado - como sendo a “demonização” das esquerdas a esse processo criminoso.

Privatizações: a distopia do capital mostra o ônus que pagamos hoje decorrente das políticas de desestatização. Oferece uma aula dinâmica, com ritmo notável, sobre a história recente do Brasil através das entrevistas de intelectuais, políticos, economistas, técnicos e educadores de prestígio: Carlos Lessa, Márcio Pochmann, Samuel Pinheiro Guimarães, João Pedro Stédile, Guilherme Estrella, Ermínia Maricato, Luiz Pinguelli, Carlos Vainer, Paulo Vivacqua, Marcos Dantas, Maria Inês Dolci, Ladislau Dowbor, Vagner Freitas, Eduardo Fagman, Henri Acserald, Souza Bravo, Gaudêncio Frigotto e Pablo Gentili. Eles traçam, partindo da era Vargas, o percurso dos sentimentos e momentos dramáticos da vida nacional relacionados às privatizações. 

A realização do filme é do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge/RJ) e da Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge) com o apoio da CUT Nacional; a produção é da Caliban. Resultado de ampla pesquisa de entidades de classe, os engenheiros, na apresentação do trabalho, declaram: “O filme é movido pelo permanente combate à perda da soberania em espaços estratégicos da economia. O movimento sindical tem a clareza de que o processo de privatizações da década de 90 é a negação das premissas do projeto de desenvolvimento que sempre defendemos”.

Eduardo Fagnani (Unicamp) resume o processo que violou o Brasil nos anos 90: “Deu-se a vingança da Economia sobre a Política que passou a refletir o interesse do capital.” Os economistas que na ocasião resistiam às diretrizes econômicas eram chamados, no governo de FHC, de dinossauros, lembra o embaixador Samuel Pinheiro Guimarães. “E a mídia teve responsabilidade nesse processo, pelos seus vínculos com os grandes interesses multinacionais hoje aqui instalados.”

Já Stédile vai direto ao ponto e fulmina: ”O povo brasileiro perdeu o controle sobre suas principais riquezas. Quando se tentou mudar o nome da Petrobrás para Petrobrax o argumento era o de que os gringos podiam pronunciar mais facilmente o X. Por aí se vê o nível da mediocridade da nossa burguesia subalterna da qual o Fernando Henrique Cardoso é o principal porta-voz e representante.”

Fonte: Carta Maior.

IFAM lança editais com mais de 3 mil vagas para Processo Seletivo 2015


O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM) divulga editais referentes ao Processo Seletivo 2015 para os cursos de Graduação e os técnicos de Nível Médio na Forma Integrada e Subsequente. As inscrições vão até o dia 13 de novembro e as provas acontecerão no dia 14 de dezembro.

Ao todo são oferecidas 3474 vagas, sendo 1856 vagas nos campi do interior e 1618 na capital para os cursos técnicos de nível médio na forma integrada, subsequente e PROEJA, além dos cursos de graduação. As inscrições serão realizadas pela internet (clique aqui: http://aguia.ifam.edu.br/) ou em postos de atendimento nos campi até 13 de novembro. O boleto pode ser pago em qualquer agência bancária ou casas lotéricas.

As taxas de inscrições variam de R$10 (dez reais) para os cursos de nível médio na forma integrada, subsequente e PROEJA para os campi do interior, R$30 (trinta reais) para os cursos de nível médio na forma integrada e subsequente nos campi da capital e a R$40 (quarenta reais) para os cursos de graduação em Manaus. 

O IFAM oferece cursos técnicos, licenciaturas, engenharias e medicina veterinária, sendo este último ofertado apenas na capital amazonense.

A Comissão Permanente de Exames e Concursos ressalta que o período para solicitação de isenção da taxa de inscrição se estenderá até o dia 27 de outubro.

O IFAM possui 15 campi: Manaus Centro, Manaus Zona Leste, Manaus Distrito Industrial, Coari, Humaitá, Manacapuru, Parintins, Presidente Figueiredo, Tefé, Tabatinga, Lábrea, São Gabriel da Cachoeira e Maués.

Conheça os cursos

CURSO TÉCNICO DE ENSINO MÉDIO INTEGRADO

Oferecido somente a quem já tenha concluído o Ensino Fundamental. A Forma INTEGRADA significa que o curso garante tanto a formação da Base Nacional Comum do Ensino Médio quanto a Formação Técnica Profissional.

Assim, ao concluir este curso, que tem duração de três a quatro anos (dependendo do Campus) e conferindo ao aluno o Diploma de Técnico de Nível Médio e poderá prosseguir seus estudos em curso de nível superior e poderá exercer uma atividade profissional técnica.

CURSO TÉCNICO NA FORMA SUBSEQUENTE

Oferecido somente a quem já tenha concluído o Ensino Médio. A Forma Subsequente significa que o curso garante Formação Técnica Profissional, assim, ao concluir este curso, que tem duração de três a quatro Módulos (dependendo do Curso) e confere ao aluno o Diploma de Técnico de Nível Médio.

CURSO TÉCNICO NA MODALIDADE EJA-PROEJA

São cursos voltados aos estudantes que concluíram o Ensino Fundamental e tenham 18 anos completos. O PROEJA tem como perspectiva a proposta de integração da educação profissional à educação básica, buscando a superação da dualidade entre trabalho manual e intelectual, assumindo o trabalho na sua perspectiva criadora não alienante.

ENSINO DE GRADUAÇÃO

Destina-se a candidatos que tenham concluído o Ensino Médio. Compreende o período de preparação profissional para áreas de atuação que exijam conhecimentos específicos. Envolve estudos de graduação e de pós-graduação, bem como estudos e formação de natureza vocacional.

Mulheres presas pela PF por compra de votos na Zona Sul pagam fiança e são liberadas.

Sede da Polícia Federal

Depois de receber denúncia de corrupção eleitoral, uma diligência da polícia federal foi até o bairro de Petrópolis onde constatou o crime e prendeu em flagrante duas mulheres, que confessaram o crime. Elas foram soltas após o pagamento da fiança estabelecida pelo juiz eleitoral.

Duas mulheres, que não tiveram seus nomes revelados, foram presas em flagrante pela Polícia Federal (PF) pelo crime de corrupção eleitoral no bairro de Petrópolis, na Zona Sul de Manaus, no início da tarde desta sexta-feira (24). A quantia de R$ 14 mil em espécie e um notebook foram apreendidos pelos agentes federais durante a operação policial.

As mulheres foram levadas para a sede da Polícia Federal, localizada no bairro Dom Pedro, onde um juiz eleitoral plantonista estabeleceu a fiança em 10 salários mínimos para cada uma. O valor foi arbitrado imediatamente pelo advogado de defesa e ambas foram soltas em seguida. A PF não informou para qual candidato elas trabalham.

Compra de votos

Segundo informações da assessoria de imprensa da PF, após receber denúncia de que cabos eleitorais estariam realizando compra de votos no bairro de Petrópolis, uma diligência seguiu até o local, onde constatou a movimentação suspeita de duas mulheres com dinheiro em espécie.

Após serem abordadas pelos agentes federais, no momento em que tentavam fugir em um carro, as mulheres confessaram o crime e foram presas em flagrante. Foi encontrada a quantia de R$ 10 mil e de R$ 4 mil com cada uma das mulheres, respectivamente.

Fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Amazonas-Manaus-policia-eleicoes-eleicoes_2014-crime-eleitoral-corrupcao-compra-votos-Dupla-PF-Zona-Sul-Manaus-jose-melo-eduardo-braga-pmdb-pros_0_1235876416.html

Aberta chamada pública para compra da agricultura familiar


A Companhia Nacional de Abastecimento realiza a segunda Chamada Pública da Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos de 2014. Os alimentos serão adquiridos da agricultura familiar para composição de cestas de alimentos. A ação é comandada pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

As representações de produtores familiares interessadas devem comparecer a uma das 15 superintendências regionais da Conab que participam do processo para habilitação e apresentação de propostas de venda. As propostas serão classificadas por produto, vencendo a de menor preço. Em seguida, os produtos deverão ser entregues nas Unidades Armazenadoras indicadas para análise de acordo com as normas publicadas. 

Neste edital, serão adquiridas 11,76 milhões de toneladas de alimentos: arroz beneficiado tipo 1 (5.750.000 kg), feijão comum tipo 1, da última safra (1.898.730 kg), fubá de milho (279.990 kg), farinha de trigo enriqu ecida tipo 1 - (136.130 kg), farinha de mandioca tipo 1 (1.112.920 kg), macarrão comum (743.860 kg), leite em pó integral (900.00 kg) e açúcar cristal em pacote de 01 kg (943.860 kg).

As cestas serão destinadas a grupos populacionais em situação de vulnerabilidade social, como famílias acampadas, comunidades de terreiros, pescadores artesanais, quilombolas, atingidos por barragens, índios, de acordo com listagem produzida pelo MDS.

As orientações para o processo licitatório estão no site da Companhia. As propostas devem ser apresentadas até às 12h do dia 24 deste mês, no horário comercial.

Lula define Aécio: “Não é um homem sério e de respeito”

Em discurso em Pernambuco, o ex-presidente Lula lembrou que o candidato demotucano ao Planalto, senador Aécio Neves (PSDB-MG) mostrou não ser um “homem sério e de respeito” ao atacar a presidenta Dilma Rousseff nos debates na TV.
O ex-chefe do governo e a presidenta Dilma estiveram em campanha em Pernambuco, numa passeata que reuniu 50 mil pessoas. Nos atos de campanha eles criticaram o antecessor tucano, Fernando Henrique Cardoso por mostrar preconceito contra os nordestinos e desqualificar os votos deles no PT. Também responsabilizaram o governo tucano de São Paulo pela falta de água no Estado.

Agência dos Correios é assaltada em Presidente Figueiredo (AM) e dupla leva cerca de R$ 50 mil.

A polícia ainda não sabe por onde os bandidos conseguiram fugir

Dupla armada ameaça funcionários da agência dos Correios de Presidente Figueiredo e conseguem fugir do local com cerca de R$ 50 em espécie. A polícia está à procura dos bandidos.

A agência dos Correios do município amazonense de Presidente Figueiredo – a 107 quilômetros da capital Manaus - foi alvo da ação de assaltantes no fim da manhã desta sexta-feira (24). Segundo estimativas, os bandidos fugiram do local com cerca de R$ 50 mil e, até o momento, a polícia não localizou os criminosos. Ninguém ficou ferido durante o incidente. 

De acordo com informações da Polícia Civil do Amazonas, por volta de 11h30 dois homens armados invadiram o prédio, localizado na avenida Rio Negro, no Centro do município e renderam oito funcionários.

A polícia ainda não sabe por onde os bandidos conseguiram fugir

Após ameaças de morte, eles conseguiram a chave do cofre e fugiram levando cerca de R$ 50 mil em espécie, segundo estimativa do gerente da agência dos Correios. Com medo de novos assaltos, comerciantes da cidade fecharam as portas para tentar evitar prejuízos. Ninguém ficou ferido durante a ação.

Enquanto isso, a polícia civil já está ouvindo o depoimento dos funcionários do local e de testemunhas que presenciaram a ação dos bandidos, além de verificar as imagens fornecidas por uma câmera de segurança de um mercadinho que fica do lado oposto à agência dos Correios. A Polícia Militar de Presidente Figueiredo também está à procura da dupla de assaltantes.

Fonte: http://acritica.uol.com.br/noticias/Amazonas-Manaus-policia-assalto-presidente-figueiredo-Agencia-Correios-assaltada-interior-Amazonas-dupla-armada_0_1235876412.html

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Pesquisa DMP/Rede Tiradentes: JOSÉ MELO 56.5 X 43.5 EDUARDO BRAGA

PESQUISA DMP ULTIMA 23
Última semana de propaganda eleitoral fez José Melo cair 2,5 pontos que foram transferidos para Eduardo Braga.

O candidato à reeleição José Melo (PROS), manteve a liderança neste segundo turno da eleição para o governo do Amazonas, com 13 pontos de vantagem sobre o adversário Eduardo Braga (PMDB).

A última pesquisa DMP/Rede Tiradentes considerou a opinião de 2013 eleitores da capital e interior, ouvidos entre os dias 17 a 23 de outubro. Foi registrada no TRE-AM com o número 00059/2014.

Fonte: http://www.redetiradentes.com.br/ronaldotiradentes/

NOVA PESQUIDA: Dilma tem 54%, e Aécio, 46% dos votos válidos, diz pesquisa Ibope


Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (23) aponta os seguintes percentuais de votos válidos no segundo turno da corrida para a Presidência da República: Dilma Rousseff (PT): 54% e Aécio Neves (PSDB): 46%.

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

Votos totais

Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que se declaram indecisos, os votos totais da pesquisa estimulada são:

- Dilma Rousseff (PT): 49%
- Aécio Neves (PSDB): 41%
- Branco/nulo: 7%
- Não sabe/não respondeu: 3%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 20 e 22 de outubro. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número BR-01168/2014.

Rejeição

O Ibope perguntou, independentemente da intenção de voto, em qual candidato o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os números:
Aécio - 42%
Dilma - 36%

Expectativa de vitória

O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 51%, Dilma sairá vitoriosa; 38% acreditam que Aécio ganhará; 10% não sabem ou não responderam.

1º turno

No primeiro turno, Dilma teve 41,59% dos votos válidos e Aécio, 33,55%