quarta-feira, 22 de maio de 2013

TERRORISMO ELEITORAL: Boato sobre Bolsa Família pode ter sido ação orquestrada

É importante que se avance o máximo possível na apuração do grave episódio do boato sobre o fim do Bolsa Família. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, disse ontem que o boato pode ter sido uma ação orquestrada.

O ministro frisou que as investigações ainda estão em andamento, mas disse que o apurado até agora indicam que essa teoria pode se confirmar.

"Eu não posso afirmar isso ainda. Agora, evidentemente houve uma ação de muita sintonia em muitos pontos do território nacional, o que pode ensejar a avaliação de que alguém quis fazer isso deliberadamente, planejadamente, articuladamente", disse Cardozo.

O boato levou milhares de pessoas a agências da Caixa em 13 Estados, em apenas poucas horas.

Terrorismo eleitoral

Também é preciso levar em conta a hipótese de terrorismo eleitoral, como bem afirmou ontem o presidente do PT, Rui Falcão.

"O terrorismo eleitoral já começou", disse Rui. Ele pediu que a militância fique alerta contra os “boateiros”, que acabam prejudicando o povo brasileiro.