segunda-feira, 14 de abril de 2014

José Ricardo denúncia redução salarial com novo PCCS dos professores


O deputado José Ricardo denunciou a redução nos salários dos professores da rede pública estadual com o novo Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) proposto pelo Governo do Estado ano passado, e aprovado na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE) pela maioria dos deputados. De acordo com documentos (contracheques) apresentados por um profissional da educação, com este Plano seu salário caiu de R$1.692,87 para R$1.669,74, após receber uma “promoção” horizontal avançando da letra D para G. Outros educadores também estão reclamando da redução salarial, e até já ingressaram com um mandato de segurança no Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM). 

O parlamentar destacou que na apreciação da Lei Orçamentário Anual (LOA) de 2013, ele propôs emendas justamente para reajustar o salário dos professores - conforme demanda dos profissionais, no período -, e conceder benefícios trabalhistas básicos, como auxílios alimentação e transporte, além de plano de saúde e Hora de Trabalho Pedagógico (HTP), porém todas foram rejeitadas pela bancada governista.

“A população precisa saber sim, quem é que vota contra ou a favor do reajuste salariais e dos benefícios aos professores, porque os deputados do governador aprovam as propostas do Governo exatamente como são enviadas à Assembleia. É lamentável os representantes do povo não atenderem as reivindicações de uma categoria tão importante para sociedade!”, expôs.

Nos próximos dias, 29 e 30 haverá a manifestação da categoria para convocar a greve, caso, não sejam atendidas suas reivindicações quanto o reajuste salarial de 20%, os auxílios alimentação e transporte, direito ao HTP, eleição para diretores das escolas e limite máximo de alunos por sala de aula*, entre outros pleitos.