terça-feira, 15 de abril de 2014

RS: madrasta aplicou injeção letal em menino encontrado em saco, diz suposta cúmplice do crime.


Bernardo Uglione Boldrini, de 11 anos, encontrado morto dentro de um saco em um matagal de Frederico Westphalen, no interior do Rio Grande do Sul, na noite de segunda-feira (14), teria morrido com uma injeção letal. A informação foi passada à polícia por uma amiga do casal.

Uma ex-babá do menino encontrado morto em um matagal na zona rural de Frederico Westphalen, no norte do Rio Grande do Sul, afirmou que o garoto recebia pouca atenção do pai e da madrasta, com quem morava na cidade de Três Passos, a cerca de 400 quilômetros de Porto Alegre. A mulher trabalhou na casa da família por dois anos. A mãe do menino morreu há quatro anos.

Leandro Boldrini, pai do garoto, Graciele Ugolini Boldrini, a madrasta, e Edelvania Wirganovicz, amiga do casal, são suspeitos do crime. Eles foram presos na noite de segunda-feira (14), depois que o corpo da criança foi encontrado, e estão em local não revelado por medida de segurança. Bernardo estava desaparecido desde o dia 4 de abril. Ele foi morto com uma injeção letal, segundo a Polícia Civil, o que ainda deverá ser confirmado pelo laudo. Graciele e Leandro Boldrini têm uma filha juntos, de 1 ano e 1 mês.