quinta-feira, 24 de abril de 2014

José Ricardo cobra avaliação do ‘Ronda no Bairro’ e da Segurança Pública do Estado


O deputado José Ricardo irá apresentar novamente um requerimento solicitando que os gestores da Segurança Pública do Estado venham à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM) para que seja avaliado o desempenho do Programa ‘Ronda no Bairro’ e a própria segurança pública no Estado, no que refere-se a qualificação dos profissionais, a estrutura física e outros pontos. O primeiro requerimento do petista, de conteúdo semelhante, está protocolado na mesa diretora desde 2011, mas até hoje continua engavetado.

“Estive em todos os 62 municípios e em cada um deles a sensação de insegurança é visível. Por isso, me pergunto: será que os deputados estão tão seguros que acham desnecessário discutir, avaliar o sistema de segurança pública em nosso Estado? Porque sempre as pessoas dos municípios me procuram para reclamar da precariedade das delegacias, do número insuficiente de policiais, cenário que não é muito diferente do que ocorre na capital”, disse ele. 

O parlamentar ressaltou que a ameaça de greve por parte da Polícia Militar é um dos sinais de que o órgão vai mal. Em visita aos municípios do Estado, ele constatou de perto que o descaso com essa área, no interior, é ainda maior, há delegacias sem delegados, celas projetadas para oito pessoas abarrotando mais de 30 presos, como é o caso de Iranduba (cerca de 22 KM de Manaus), além de prédios com estruturas precárias, o que deixa a população refém do aumento da criminalidade nas cidades. 

Protocolado requerimento solicitando presidente do TCE

O requerimento convidando o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM), conselheiro Josué Filho, para esclarecer o pedido de acréscimo para o quadro de pessoal do órgão de 1,3% para 1,43%, solicitado pelo projeto nº 115/2014, foi protocolado hoje (24) na mesa diretora.

José Ricardo enfatizou, porém, que não questiona o aumento percentual para os servidores do tribunal, mas sua aplicação, se será com concurso, ou concedendo mais benefícios, ou para aumentar a quantidade de funcionários.

Fonte: Assessoria de Comunicação