quinta-feira, 17 de abril de 2014

"BOM NEGÓCIO": Prefeitura contrata consultoria por sete milhões de reais para elevar qualidade da educação em Manaus.


Para atingir o objetivo, a Prefeitura de Manaus implantará nas 506 escolas da rede, com auxílio do Instituto Aquila, de Belo Horizonte/MG, a metodologia da Gestão Integrada da Educação, com um custo de cerca de sete milhões de reais.

A Semed pretende melhorar a qualidade do ensino-aprendizagem e elevar os índices da educação. Em 2011, os gastos com alunos que abandonaram ou repetiram o ano foi igual a R$ 111,7 milhões. No mesmo período, 36.634 alunos repetiram ou abandonaram a escola e o gasto médio com cada estudante foi igual a R$ 3.050,15.

Manaus obteve a nota de 4,1, no Ideb de 2011, nos anos iniciais (1º ao 5º ano); desempenho 17,1% superior ao índice de 3,5 alcançado, em 2009. Apesar do crescimento, não alcançou a meta do MEC de 4,3. Com a nota de 4,1, Manaus ficou 20ª posição entre as capitais do País. Em primeiro lugar, aparece Florianópolis com 6,0.

Quando comparados somente os sete Estados da Região Norte, Manaus ficou na 6ª posição. Entre os 58 municípios do Amazonas que possuem resultado do Ideb para os anos iniciais, Manaus está na 16ª posição. Nos anos finais (6º ao 9º ano), a rede recebeu a nota de 3,1, em 2011, uma elevação de 6,9% em relação a 2009, quando teve a nota de 2,9; ultrapassando a meta do MEC de 3,0.

Manaus também ficou na 20ª posição em as capitais em 2011 em relação anos finais. Em primeiro, ficou Palmas com 5,0. Em relação as sete capitais da Região Norte, Manaus ficou na 5ª posição. Entre os 32 municípios do Amazonas que possuem resultado do Ideb para os anos finais, Manaus está na 24ª posição.