sábado, 12 de abril de 2014

Possibilidade de surto de meningite é descartada


O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, descartou ontem (11), qualquer possibilidade de um surto de meningite na capital, devido ao óbito de ontem da estudante Talita Ferreira Gomes, aluna da Escola Estadual Sólon de Lucena.

Em entrevista coletiva na sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o secretário tranquilizou a população e mostrou que Manaus teve, inclusive, redução de 33% de casos de meningite em 2014 em relação ao primeiro trimestre do ano passado.

“Não existe epidemia. É apenas um caso isolado de meningite”, assegurou Homero, acrescentando que em 2013, a Semsa registrou 164 casos de meningite bacteriana e viral em Manaus, dos quais 19 evoluíram para óbito.

Os números de 2014 já apresentam uma redução de 33% de incidência da doença. Até agora, foram registrados 23 casos com duas mortes confirmadas. 

Confirmação

Segundo o secretário, o caso da estudante configura clinicamente a meningite, mas somente um laudo laboratorial deve confirmar com exatidão que se trata da doença.

“O Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológico da Semsa fez um bloqueio epidemiológico assim que tomamos conhecimento do caso”, assegurou Homero.

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Dvae), Angélica Tavares, disse que todas as pessoas que tiveram contato com a estudante, sendo 12 colegas do Sólon de Lucena, e 21 vizinhos e familiares, receberam doses de antibiótico para conter, caso haja contaminação.