quinta-feira, 20 de junho de 2013

Waldemir convoca SMTU para debater sobre o custo da tarifa


O líder do Partido dos Trabalhadores (PT) na Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Waldemir José, deu entrada na manhã desta quarta-feira (19), no requerimento que convoca a presença do Superintendente Municipal de Transporte Urbanos (SMTU) Pedro Carvalho ao plenário da CMM para debater o destino dos R$0,05 centavos retirado do valor da tarifa do transporte público para manutenção e modernização do sistema e, também, a desoneração, concedida pelo governo federal, das alíquotas do Programa de Integração Social (Pis) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) pagas por empresas de transporte coletivo urbano, para a redução das tarifas do transporte em todo o país.

Para Waldemir José, apesar da diminuição de R$3,00 para R$2,90 do preço da tarifa de ônibus da cidade, ainda não se têm clareza e transparência acerca desses cálculos. “O sistema continua sendo uma ‘caixa preta’ porque os dados da bilhetagem não são claros. Será que a redução de apenas R$0,10 está correto”, justificou o parlamentar. 

Além disso, Waldemir José afirmou, que desde outubro de 2011, estão sendo retirados da tarifa de ônibus o valor de R$0,05, totalizando cerca de R$25 milhões que deveriam ser destinados à modernização e manutenção do sistema convencional de transporte público da cidade. 

Contudo, passados quase 2 anos, nem um centavo desse recurso foi aplicado em melhorias do transporte da cidade e seu destino, até o momento, é ignorado. “A falta desse recurso nas mãos da Prefeitura resulta em paradas deterioradas, sem coberturas, sem manutenção e a população exposta ao sol e à chuva”, questionou.

Por outro lado, o petista salientou que a sociedade está reivindicando nas ruas da cidade melhorias no transporte público e preço justo, portanto, a Câmara não pode ficar de alheia às manifestações populares. “Essas manifestações são legítimas. Esse parlamento não pode ficar assistindo a solicitação da população e se admirar com isso. Essa Casa Legislativa tem transformar esses apelos em ações legislativas”, afirmou Waldemir. 

“Espero ter o apoio dessa Casa nessa matéria. Não é justo que a cidade de Manaus pague a tarifa mais cara do país”, foi o que disse o líder petista, solicitando aprovação de seu requerimento.

A luta dos R$0,05

Diante do anúncio de que a Prefeitura Municipal de Manaus reformará 13 paradas de ônibus, onde o custo total será de R$ 1milhão, o vereador Waldemir José, no dia 26 de abril, deu entrada na representação que solicitou ao Ministério Público do Estado (MPE-AM) a apuração dos motivos pelos quais a Prefeitura Municipal de Manaus (PMM) não realizou manutenção periódica nos abrigos de ônibus. Além disso, também solicitou investigação do destino dos R$0,05 centavos retirados do valor da tarifa do transporte para manutenção e modernização do sistema. 

Fonte: Assessoria de Comunicação