quinta-feira, 20 de junho de 2013

Manifestantes incendeiam ônibus na Avenida Brasil, em frente à Prefeitura de Manaus


A ocorrência foi a única violenta registrada durante a manifestação em Manaus, que foi bastante pacífica ao longo de todo seu trajeto, iniciado no Centro de Manaus.

Um grupo de aproximadamente cinco mil manifestantes, que está desde as 18h em frente à Prefeitura de Manaus, ateou fogo em um ônibus da linha 001 na Avenida Brasil, zona centro-oeste de Manaus. O fogo já foi controlado pelo Corpo de Bombeiros.

O ônibus, de cor verde, foi incendiado por manifestantes depois que eles tentaram atear fogo na guarita da Prefeitura de Manaus, que já havia sido completamente destruída por pedras e outros objetos jogados por manifestantes.

De acordo com relatos de policiais militares da 5ª Companhia Interativa Comunitária (5ª Cicom), um grupo de pessoas encapuzadas estavam em uma parada de ônibus e começaram a depredá-la. Quando o ônibus passou, eles começaram a apedrejar o ônibus. O cobrador e o motorista, que ainda estavam no coletivo, conseguiram fugir. Foi quando, segundo os PMs, os vândalos começaram a atear fogo no ônibus e o empurraram para o córrego que fica na avenida.

A ocorrência foi a única violenta registrada durante a manifestação em Manaus, que foi bastante pacífica ao longo de todo seu trajeto, iniciado no Centro de Manaus. 

Confusão desde as 18h

Desde as 18h, um grupo de manifestantes que havia dispersado do grupo que seguiu para a Arena da Amazônia optou por seguir para a Prefeitura de Manaus. Eles tentaram invadir a Prefeitura, e depois quebraram os vidros da guarita.

Por volta das 19h40, os manifestantes atiraram uma bomba na guarita, e o Batalhão de Choque da Polícia Militar, que inicialmente estava no estacionamento, saiu da Prefeitura e usou bombas de gás lacrimôgenio para dispersar aqueles que tentavam invadir a sede do Executivo Municipal. 

Pouco depois, o ônibus foi incendiado.