quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Waldemir José rebate líder do prefeito dizendo que investigar a Manausprev é papel da Câmara


“É papel do Legislativo fiscalizar e denunciar as irregularidades no município , foi o que disse o vereador Waldemir José (PT) ao rebater a fala do líder do prefeito, vereador Wilker Barreto (PHS), ao afirmar que “a implantação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias de lavagem de dinheiro da Manausprev pode fragilizar a Casa”. As declarações foram feitas durante o Grande Expediente da Câmara Municipal de Manaus (CMM). 

De acordo com o líder do prefeito, não cabe à Câmara investigar essa situação, tendo em vista que a Polícia Federal (PF) já está cumprindo esse papel. Por esse motivo, solicitou a retirada do pedido de CPI e propôs que a procuradoria da Casa Legislativa, juntamente com os vereadores, buscassem alternativas jurídicas para resolução desse problema. 

Para Waldemir José, a Câmara Municipal não pode se negar a cumprir seu papel de entidade fiscalizadora e legisladora. “É nossa obrigação defender o direito da população. A Câmara tem um papel constitucional e a PF tem outro. Uma ação não anula a outra. Esta Casa tem que fiscalizar, investigar e repassar os resultados para os canais competentes tomar as devidas providências”, afirmou o parlamentar. 

Além disso, o vereador petista questionou se as leis dão conta de proteger e defender os direitos da população, isso só reforça que a Câmara tem a obrigação de atuar para defender a cidade. “Se essa Casa Legislativa não puder fazer nada pela população quem vai fazer?”, questionou Waldemir.

Fonte: Assessoria de Comunicação