domingo, 22 de setembro de 2013

Papa Francisco defende a participação da Igreja nas redes sociais


Francisco disse que, por isso, é importante que a Igreja saiba dialogar, “entrando também nos ambientes criados pelas novas tecnologias, nas redes sociais, para tornar visível” a sua presença.

O papa Francisco disse ontem, sábado (21), que é importante “a atenção e presença da Igreja [Católica] no mundo da comunicação”, como nas redes sociais, para dialogar com os homens e levá-los ao encontro com Cristo.

Durante a audiência de hoje aos participantes na Assembleia Plenária do Conselho Pontifício para as Comunicações Sociais, Francisco destacou a importância da Igreja na comunicação, sem esquecer, contudo, que o importante é a mensagem e não a aquisição de sofisticadas tecnologias. "O panorama comunicativo converteu-se pouco a pouco, para muitos, em um ambiente vital, uma rede onde as pessoas se comunicam e ampliam os horizontes dos seus contatos e relações”, disse o papa.

O pontífice ressaltou que a Igreja deve assumir como papel no mundo da comunicação, por meio do diálogo “com os homens e as mulheres de hoje, para compreender as suas expetativas, as suas dúvidas e esperanças”. “Na atual era da globalização, estamos assistindo ao aumento da desorientação, da dificuldade para trabalhar relações profundas”, disse.

Francisco disse que, por isso, é importante que a Igreja saiba dialogar, “entrando também nos ambientes criados pelas novas tecnologias, nas redes sociais, para tornar visível” a sua presença.