quinta-feira, 19 de setembro de 2013

José Ricardo pede informações do TCE sobre supostas irregularidades nas planilhas orçamentárias do Proama


O deputado José Ricardo Wendling (PT) irá solicitar do Tribunal de Contas do Estado (TCE) informações quanto aos levantamentos que estão sendo feitos nas planilhas orçamentárias do Programa Águas para Manaus (Proama), resultando numa inspeção extraordinária. Há suspeitas de irregularidades com celebrações de aditivos, supressões e inclusão de serviços sem justificativas técnicas, num investimento que já chega a R$ 561 milhões, sendo R$ 249 milhões gastos inicialmente e outros R$ 312 milhões em aditivos. “Até onde sabíamos, os valores do Proama chegavam a R$ 401 milhões. Precisamos esclarecer esses fatos. É dinheiro público, dinheiro do povo”.

Ele também lembrou do requerimento aprovado e de sua autoria para a realização de Audiência Pública para discutir o consórcio do Proama, por meio do convênio firmado entre Governo do Estado e Prefeitura de Manaus. “Temos que entender esse consórcio e sua gestão. Água é fundamental à vida e um direito do cidadão”, declarou ele, ainda na defesa de que o Proama seja administrado pelo poder público, bem como todo o sistema de abastecimento de água, uma vez que atual concessionária não cumpre o contrato.

E por falar em descumprimento de contrato, o parlamentar ressaltou que a população voltou a pagar pelo serviço de esgoto sem a cidade dispor desse tipo de tratamento. “E o problema maior também é a falta d’água, que agora chega em áreas da cidade até então não afetadas pelo desabastecimento, como as zonas Sul e Centro-Sul. Uma situação preocupante e que precisa ser resolvida”, concluiu.

Fonte: Assessoria de Comunicação