segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Petistas fazem emenda ao Projeto de Lei 038/13 para manutenção do número ônibus Executivos e Alternativos


“Vamos incentivar a melhoria do transporte coletivo na cidade”, foi o que disse o vereador Waldemir José (PT) ao propor emendas ao Projeto de Lei N. 038/13 do Executivo Municipal que regulariza o sistema de transporte da cidade para que seja mantido número atual de ônibus Executivos e Alternativos. O anúncio foi feito na desta segunda-feira (23), no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), durante a manifestação dos permissionários.

Na Mensagem do prefeito que capeia o Projeto de Lei, ele afirma que “As modalidades de transporte Executivo e Alternativo, na formatação atual, não satisfazem o objetivo que é o de proporcionar ao usuário um transporte diferenciado, confortável, prático e individualizado. Pelo contrário, o que se constata é uma total desorganização desse serviço, prestado em grande escala com irregularidade, transportando pessoas em pé, sem conforto e segurança adequada”.

Pelo projeto, a Prefeitura propõe reduzir o número atual de 260 para 100 ônibus alternativos e de 260 para 80 Executivos. De acordo com os membros do Sindicato dos Proprietários de Transporte Executivo e Alternativo de Manaus (SIPTEAM), essa proposta irá prejudicar a categoria e também a população, pois diminuirá o número de permissão no sistema de transporte de Manaus.

De acordo com Waldemir José, existe uma contradição na proposta da Prefeitura, uma vez que, recentemente, o Executivo Municipal aprovou 3 mil permissões para mototaxistas em Manaus e agora quer reduzir o número de veículos de uma modalidade do transporte coletivo que é, de longe muito, mais segura e beneficia muito mais pessoas, melhorando a mobilidade urbana. “A prefeitura não pode mudar o sistema de transporte por decreto sem olhar a realidade da cidade. Um executivo, p. ex., transporta 27 passageiros, estes necessitariam de 27 motos para se locomoverem, o que afetaria negativamente a mobilidade urbana.

Além disso, o parlamentar petista disse que um dos maiores problemas da cidade é a mobilidade urbana e a Prefeitura nada faz sobre esse problema. “Ao invés da Prefeitura enviar à Câmara um plano de mobilidade urbana ele envia um projeto que, a meu ver, prejudica ainda mais a cidade, tendo em vista que a falta desses ônibus implicará em superlotação dos demais transportes coletivos e a circular de um número maior de veículos individual”, afirmou o petista.

Nesse sentido, os demais membros da bancada petista, vereadora Rosi Matos e vereador professor Bibiano, também subscreveram a proposta de emenda ao Projeto de Lei do Executivo Municipal para que a população de Manaus não seja, ainda mais, prejudicada. 

Fonte: Assessoria de Comunicação