sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Dia do Médico - Por José Ricardo Wendling*

Foto: DIA DO MÉDICO
No dia do médico, considero que a melhor maneira de homenageá-los é continuar defendendo melhores salários e melhores condições de trabalho a esses profissionais.
Como parlamentar, continuarei lutando e cobrando por melhorias aos médicos e por uma saúde de qualidade.

Desejo muita saúde e longa vida a todos os médicos e médicas que trabalham no AM e que tratem com atenção, carinho e amor a todas as pessoas que necessitam de sua ajuda.

No dia 18 de outubro, é o Dia dos Médicos. Esta data lembra a figura de São Lucas, que foi médico e autor de dois livros da Bíblia: o Evangelho de Lucas e o Atos dos Apóstolos.

Todos nós sabemos a importância dos médicos. Em algum momento de nossa vida, necessitamos do médico para nos ajudar, nos orientar, nos curar.

Mas percebemos que nos serviços de saúde pública faltam médicos, como ainda enfermeiros, auxiliares, psicólogos, fisioterapeuta e tantos outros profissionais para cuidar de nossa saúde.

Nas manifestações do povo, no mês de junho, foi cobrado mais atenção à saúde e mais médicos. E o povo tem razão. A Constituição Brasileira, no artigo 6º, diz que a saúde é um direito básico do cidadão e o artigo 196, que a saúde é direito de todos e dever do Estado.

Há muita reclamação no atendimento à saúde. Nos municípios, a atenção básica é da Prefeitura. Mas muitas Unidades Básicas de Saúde não funcionam bem, há poucos funcionários para atender e, às vezes, não têm médicos, ele falta ou chega atrasado, além da falta de medicamentos.

Nos hospitais, não é diferente. O Governo do Estado é responsável pelos grandes hospitais e prontos socorros. Para fazer consulta com especialistas, fazer exames, marcar e realizar cirurgias e tratamentos, a demora é grande. Têm pessoas que precisam esperar alguns meses, até agravando o problema de saúde.

No Congresso Nacional, foram aprovados dois projetos da presidenta Dilma para melhorar a saúde: destinar 25% dos recursos da exploração do petróleo para a saúde e a implantação do Programa Mais Médicos, contratando médicos do Brasil e do estrangeiro para trabalhar no interior, inclusive, no AM. Junto com o Praciano, estou defendendo que a maior parte dos recursos que vêm do petróleo seja para melhorar os salários e contratar mais médicos e outros profissionais da saúde.

Desejo muita saúde e longa vida a todos os médicos e médicas que trabalham no AM e que tratem com atenção, carinho e amor a todas as pessoas que necessitam de sua ajuda.

* José Ricardo Wendling é Advogado, Economista e Deputado Estadual pelo PT-Am.