quarta-feira, 16 de julho de 2014

Zico descarta assumir a seleção brasileira.

Foto: Tomei conhecimento há pouco de uma pesquisa nacional que me coloca como o segundo na preferência do torcedor para assumir a Seleção. Agradeço a confiança e o carinho de todas essas pessoas que acreditam em mim, mas mantenho minha posição de que, por não treinar equipes brasileiras, não me candidataria ao cargo de treinador da Seleção.

O vexame foi grande e trouxe muitas consequências imediatas. As goleadas que o Brasil sofreu na reta final da Copa do Mundo para Alemanha e Holanda derrubaram não apenas o técnico Luiz Felipe Scolari, como toda a comissão técnica da seleção brasileira, incluindo o médico José Luis Runco e o assessor de imprensa Rodrigo Paiva. Assim, ficou a questão. Quem irá assumir o cargo de treinador de uma equipe dependente de Neymar e desprestigiada internacionalmente?

Agora a noite, através de uma rede social, Arthur Antunes Coimbra, o Zico, descartou a possibilidade de comandar a seleção brasileira alegando não está treinando uma equipe no Brasil:

"Tomei conhecimento há pouco de uma pesquisa nacional que me coloca como o segundo na preferência do torcedor para assumir a Seleção. Agradeço a confiança e o carinho de todas essas pessoas que acreditam em mim, mas mantenho minha posição de que, por não treinar equipes brasileiras, não me candidataria ao cargo de treinador da Seleção", manifestou o eterno ídolo da torcida rubro-negra.