quarta-feira, 30 de julho de 2014

Líder indígena Yanomami pede proteção policial após denunciar ameaças de morte.


Davi Kopenawa, líder indígena da tribo Yanomami, pediu proteção policial devido a uma série de ameaças de morte feitas por homens armados, que ele diz terem sido contratados por garimpeiros que trabalham ilegalmente na terra Yanomami.

A denúncia está sendo feita pela Organização Não Governamental (ONG) Survival International, movimento global para os direitos dos povos indígenas, após carta aberta divulgada por Davi, na segunda-feira, 28.

Segundo o diretor da Survival, Stephen Corry, em junho deste ano, homens armados em motos invadiram o escritório do Instituto Socioambiental (ISA), que trabalha em colaboração com os Yanomami, perguntando por Davi.

Os homens ameaçaram a equipe de funcionários do ISA com armas e roubaram computadores e outros equipamentos. Após o assalto, um dos homens foi preso e relatou ter sido contratado por garimpeiros.

Segundo a denúncia, a intimidação começou, em maio, quando um dos diretores da Hutukara Associação Yanomami (presidida por Davi), Armindo Góes, foi abordado na rua, em São Gabriel da Cachoeira (AM), por uma pessoa que mandou recado dos garimpeiros, de que o líder indígena não estaria vivo até o fim deste ano.

“Davi disse: ‘Eles querem acabar comigo… Não faço como os brancos que vão atrás de uma pessoa para acabar com ela. Não atrapalho o trabalho deles, mas eles estão atrapalhando o trabalho nosso e nossa luta’”, informou Corry.

Fonte: http://new.d24am.com/amazonia/povos/lider-indigena-yanomami-pede-protecao-policial-apos-denunciar-ameacas-morte/116908