sexta-feira, 11 de julho de 2014

Neymar: “Eu tenho orgulho de ser brasileiro”.


Em meia hora de entrevista coletiva, concedida nesta 5ª feira (ontem), na Granja Comary, em Teresópolis, no Rio, o craque Neymar comentou a derrota brasileira contra a Alemanha, a violenta entrada de Zúñiga que o tirou da semi-final contra a Alemanha e adiantou: vai torcer para seus companheiros no Barcelona, o argentino Messi e Mascherano.

Neymar voltou à Granja Comary para dar força aos jogadores brasileiros que enfrentam a Holanda amanhã, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Com lágrimas nos olhos, o jogador lembrou que se a lesão que sofreu fosse dois centímetros mais profunda, ele provavelmente estaria em uma cadeira de rodas e foi enfático em relação às regras dentro de campo: “Quando eu to de frente, eu consigo me defender. Mas, de costas, não. A única coisa que pode me defender de costas, é a regra. Quando você tem a regra, tem de ser protegido dentro de campo”.

Neymar disse ter aceito as desculpas de Zúñiga, quando este lhe telefonou no dia seguinte. “Não sinto ódio, desejo que (ele) tenha sucesso na carreria. Tudo de melhor para ele”.

“Apagão da seleção”

Sobre a derrota da seleção brasileira, Neymar foi preciso: “Não mostramos futebol de seleção brasileira, demonstramos futebol regular. Futebol de seleção brasileira é superior, encanta a todos. Fomos fracassados sim”. afirmou. Segundo ele, o que aconteceu em campo, “foi um apagão”. “Não tem explicação. Perguntei e eles disseram que não havia como explicar”.

“Não tenho vergolha de ser brasileiro – prosseguiu – não tenho a mínima vergonha de falar que fiz parte dessa equipe que perdeu de 7 a 1. Eu sinto orgulho dos meus companheiros, de falar que joguei com o Tiago Silva, com o Fred, com o Júlio Cesar. São jogadores que não só admiro como jogadores, mas como pessoas.”

Ele também repudiou as críticas de seu empresário Wagner Ribeiro ao técnico Luís Felipe Scolari, o Felipão, afirmando que apenas duas pessoas falam em nome de Neymar: ele próprio, Neymar Jr., e seu pai, Neymar.

Sou Messi Futebol Clube

Amanhã, Neymar vai torcer por seus companheiros argentinos do Barcelona, Messi e Mascherano. “Claro que você para para pensar. Um brasileiro torcendo para Argentina! Estou torcendo por meus companheiros (Messi e Mascherano), no Barcelona. Messi era um jogador que eu tinha como espelho, como ídolo. Passei a admirar como pessoa, vendo que nos treinos ele é mais especial. Sou Messi Futebol Clube. Torço por ele. Desejo toda sorte a ele e a Mascherano. Dois grandes companheiros”.

Por fim, o jogador falou sobre suas expectativas: “Meu sonho não acabou, meu sonho continua. Meu sonho sempre foi encantar as pessoas com meu futebol”.