sexta-feira, 3 de maio de 2013

Líder operário José Ibrahim morre aos 63 anos


O sindicalista José Ibrahim, 63 anos, morreu na manhã de ontem, 2 de maio, em sua casa, em São Paulo. A mulher e o filho o encontraram sem vida ao voltarem do trabalho, no fim da tarde. O corpo está sendo velado nesta sexta (3), no Salão do Hall Monumental da Assembleia Legislativa de São Paulo. O enterro acontecerá no Cemitério Bela Vista, em Osasco.

Ibrahim foi um dos líderes da histórica greve da Cobrasma, em Osasco, em 1968. Demitido em consequência do movimento grevista, entrou para a clandestinidade já como militante da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR). Preso, foi torturado nos porões da ditadura.

José Ibrahim foi um dos 15 presos políticos que deixaram a prisão ao serem trocados pelo embaixador americano, Charles Elbrick, em 1969, com a guerrilha - em ação conjunta da ALN e MR-8.