quinta-feira, 25 de setembro de 2014

Praciano visita municípios da Calha do Alto Solimões


O candidato ao Senado pela coligação “Renovação e Experiência”, Francisco Praciano, encerrou ontem a jornada de viagens ao interior na Calha do Alto Solimões acompanhando o candidato ao governo, Eduardo Braga.

Atalaia do Norte foi o primeiro município do Alto Solimões a receber a comitiva. . Benjamin Constant, São Paulo de Olivença, Tabatinga e Fonte Boa foram alguns dos municípios percorridos na visita à calha. Em todos esses lugares, Praciano tem verificado o descaso do governo Omar Aziz e José Melo, que quase não fizeram obras, apenas inauguraram placas. Ele repetiu em seus discursos nesses municípios, a importância da democracia e do voto como ferramenta de mudança. “A democracia é uma coisa muito importante onde o seu voto tem o poder de mudar a sua vida para melhor. Assim como você não leva produto estragado da feira para a sua casa, não leve político podre para o governo, para o Congresso e para a Presidência da República”, disse Praciano. 

Propostas para o interior

Uma das principais propostas que Praciano levará ao Senado é o da Universidade do Alto Solimões, uma contribuição que levará empregos e geração de conhecimento para o benefício das comunidades daquela região do Amazonas. Praciano também vai defender a reforma e aprovação imediata do Estatuto do Índio para a garantia dos direitos constitucionais das etnias indígenas do País.

Outra proposta de Praciano é a criação da Secretaria Especial da Amazônia, com status de ministério para que o governo federal – que já tem uma atenção especial para o Amazonas, com a presidenta Dilma Rousseff – possa desenvolver políticas públicas para a região, baseado em dados mais precisos.

Praciano também defende uma ação integrada entre as forças armadas e as polícias civil e militar para a defesa do País nas fronteiras impedido o tráfico de armas, de drogas e de biopirataria.

Como deputado federal, Praciano conseguiu R$ 80 milhões em recursos de emendas parlamentares para 34 municípios do Amazonas, como Senador vai conseguir mais recursos e vai buscar a ampliação dos programas sociais de Dilma no Amazonas (Minha Casa, Minha Vida; Luz para Todos; e o Bolsa Família).