segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Praciano denuncia escândalo da merenda escolar contra Omar Aziz e José Melo


Mais um escândalo envolvendo Omar Aziz e José Melo foi denunciado nesta quinta-feira (25), em Uarini, pelo candidato ao Senado, Francisco Praciano. A merenda escolar está sendo enviada às escolas do Estado, sem estar de acordo com o mínimo de calorias previstas pelo governo federal. “O governo federal libera recursos para a merenda, pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae). Para isso, o José Melo informa um cardápio com uma média 424 calorias. Só que na prática, o que vai pras nossas crianças e pros nossos jovens é um cardápio com apenas 200 calorias”, disse Praciano.

Uarini recebeu Praciano juntamente com o candidato ao governo, Eduardo Braga, o município também tem uma série de denúncias contra o governo de Omar Aziz e José Melo e a falta de merenda nas escolas é uma delas. Isso está encurtando a permanência de alunos na sala de aula, já que sem a merenda, eles são mandados de volta para casa mais cedo.

A denúncia de Praciano quanto a diferença das colorias informadas para o governo federal e as calorias que são mandadas na prática para as escolas já foi encaminhada ao Ministério Público Federal, Tribunal de Contas da União, Controladoria Geral da União e Fundo Nacional de Alimentação Escolar, pelo deputado estadual e candidato à reeleição, José Ricardo. “Nesses cardápios (do Omar Aziz e do José Melo) têm-se uma grande variedade de alimentos regionais, como pirarucu à casaca, açaí com farinha de tapioca, mingau de banana pacovã, bolos de fubá e de milho, sucos de manga, cupuaçu e taperebá e frutas como sobremesas (banana prata, tangerina, melancia). Tudo muito bom, na teoria”, alertou o deputado.

Mas, na prática, acrescenta José Ricardo, a Secretaria Estadual de Educação (Seduc) executa um cardápio adaptado, com alimentos pobres ou sem qualquer valor nutricional, como carne bovina, frango, sardinha, almôndegas, na maioria em conserva, e sucos industrializados.