quinta-feira, 18 de setembro de 2014

ONU mostra em relatório que Brasil em 12 anos reduziu pobreza absoluta em 75%


O Mapa da Fome 2013, relatório anual da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO-ONU) , apresentado esta seman em Roma, mostra que o Brasil reduziu em 75% a pobreza extrema - o número de pessoas que vivem com menos de US$ 1 ao dia – entre 2001 e 2012.

No mesmo período, o nível de pobreza – o número de pessoas que vivem vive com menos de US$ 2 por dia – também foi reduzido em 65%. Dos 12 anos de que trata este Mapa da Fome, oito transcorreram sob governos Lula (2003-2010) e dois sob governo Dilma (2011/2012). Com estes dados o relatório da FAO mostra que o Brasil é um dos países com maior progresso no combate à fome. O documento registra a criação do programa Fome Zero, em 2003, primeiro ano de governo Lula, como uma das razões para o avanço do Brasil nessa área.

Num de seus trechos o documento reconhece que a prioridade dada pelo governo Lula ao combate à fome desde a instituição do Fome Zero (2003) é a responsável pelos avanços. O relatório até reproduz uma determinação que o ex-presidente se estabeleceu, de fazer com que todos os brasileiros tivessem no mínimo três refeições por dia.

“O resultado desses esforços são demonstrados pelo sucesso do Brasil em alcançar as metas estabelecidas internacionalmente”, diz o relatório, ressaltando que o Brasil investiu aproximadamente US$ 35 bilhões em ações de redução da pobreza somente em 2013.