terça-feira, 30 de setembro de 2014

José Ricardo lamenta que o Amazonas esteja entre os piores do País em leitura.


José Ricardo também comentou nesta terça o triste resultado da primeira avaliação nacional da alfabetização promovida no País: o Amazonas aparece entre os piores em leitura, dentre os 22 Estados brasileiros, no exame que mediu conhecimentos de Português e Matemática de 2,3 milhões de crianças do 3º ano (oito anos de idade) na rede pública. “Mais de 60% das crianças amazonenses têm dificuldade na leitura. Uma situação muito preocupante”, afirmou.

O deputado lembrou do seu Projeto de Lei, em tramitação na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), que prevê a implantação do Programa Estadual de Universalização das Bibliotecas, baseado em lei federal para a implantação do Programa Nacional das Bibliotecas, inclusive, com metas até 2020. Mas, infelizmente, os números do Amazonas são alarmantes, adverte José Ricardo: das 5.587 escolas, somente 1.070 têm bibliotecas. “Dessa forma, é preciso construir 500 bibliotecas por ano para chegar na totalidade das unidades de ensino. E das escolas que têm esse importante espaço, na maioria não tem o profissional bibliotecário. Assim, os estudantes ficam sem acesso ao mundo dos livros, uma experiência fundamental para o desenvolvimento de qualquer cidadão”.