terça-feira, 30 de setembro de 2014

“Pedido de vista adia julgamento de intervenção em Coari”, lamenta José Ricardo


O deputado José Ricardo Wendling (PT) lamentou nesta terça-feira (30) que o Tribunal de Justiça do Amazonas (TJA) tenha suspendido, nesta manhã, o julgamento do pedido de intervenção no Município de Coari (a 363 quilômetros de Manaus). “Lamentamos essa situação, mas não podemos perder a esperança de lutar pela justiça e pelas crianças”, declarou ele, informando que nessa sessão do TJA teve pedido de vistas do desembargador Rafael Romano, depois do voto contrário do relator do processo, desembargador João Simões, com parecer contrário também da Procuradoria Geral do Estado (PGE) com relação ao pedido de intervenção feito pelo Ministério Público do Estado (MPE).

Esse pedido de intervenção em Coari foi proposto duas vezes (fevereiro e junho deste ano) pelo deputado José Ricardo, juntamente com outros nove deputados estaduais, dentre eles, Luiz Castro (PPS), Marcelo Ramos (PSB) e Conceição Sampaio (PP) no MPE. Eles defendem o afastamento do prefeito do cargo, bem como de toda a cúpula da Prefeitura, diante das inúmeras denúncias de perseguições e de ameaças aos familiares e vítimas dos crimes de exploração sexual de crianças e adolescentes.

Para o parlamentar, também é preciso julgar os 56 processos pendentes na Justiça contra o prefeito Adail Pinheiro. “Eram mais processos, que foram arquivados por prescrição pela morosidade da Justiça. Crimes contra a pedofilia e de desvio de recursos públicos. Quando acontecerão esses julgamentos?”, cobrou ele, lembrando também da Operação Vorax, em que foram apreendidos pela Polícia Federal mais de R$ 6,8 milhões (desvio de recursos públicos), e que até agora a Justiça Federal não julgou esse crime de corrupção.