sábado, 10 de maio de 2014

SEGUINDA A CARTILHA DO PSDB: Artur quer que a Arena da Amazônia seja vendida


O prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), cujo partido tentou vender a Petrobrás, defendeu quarta-feira (7), em Zurique, na Suíça, a venda da Arena da Amazônia após a Copa do Mundo. A estatização do estádio inaugurado em março deste ano e que custou aos cofres públicos R$ 670 milhões foi um dos assuntos tratados pelo tucano com o presidente da Fifa, Joseph Blatter. A notícia foi publicada ontem à tarde pelo jornal Valor Econômico, que deu detalhes da conversa que o Prefeito teve com Blatter.


No fim de seu governo, FHC tentou vender e mudar o nome da Petrobras para Petrobrax. Dizia-se, à época, que, assim, a empresa teria uma identidade mais global, podendo atrair mais investidores internacionais. O plano, no entanto, foi rechaçado pela sociedade e FHC abandonou a ideia.