quarta-feira, 28 de maio de 2014

Seduc: terra de ninguém ou de alguém?


O deputado José Ricardo encaminhará requerimentos à Secretaria do Estado de Educação de Amazonas (Seduc) solicitando a relação das cooperativas que estão entre as fornecedoras de merenda regionalizada para a rede pública de ensino. No último sábado, o secretário estadual de Educação Rossieli Soares da Silva admitiu que a Cooperativa Central Gaúcha Ltda, fornece produtos de merenda escolar ao órgão há sete anos por meio de programa de agricultura familiar, que rendeu um contrato de R$ 7 milhões, para fornecimento de produtos, dentre eles farinha amarela, farinha de tapioca e outros produtos regionais.

“Não sou contra a boa concorrência, mas a pergunta que temos que fazer é: não há cooperativas habilitadas para fazer farinha amarela, farinha de tapioca, fornecer peixes? Nós não temos produtores aqui no Amazonas capazes de fornecerem esses produtos? E, se não temos cooperativas para isso, o que é que o Governo do Estado tem feito para capacitar e organizar os produtores em cooperativas para comprar daqui? E, onde estão os resultados do Terceiro Ciclo, da Zona Franca Verde, do Amazonas Rural?”, criticou o parlamentar. José Ricardo frisou que, infelizmente, maior parte dos produtos consumidos no Amazonas, até os que são típicos da região, vem de outros Estados devido a falta de política de desenvolvimento econômico para o Amazonas como um todo.
Outro requerimento que também será enviado à Secretaria, solicitará a revisão do Decreto n° 34.742/2014, que desconta 6% do auxílio transporte na remuneração dos professores. A indicação propõe que não seja descontado nenhum percentual dos profissionais quanto ao benefício. “É uma lastima como os professores são maltratados por esse governo e pelos governos passados. Não basta a ausência de tantos outros direitos que há anos são negados a essa categoria!”, salientou. 

Representação ao MP – Uso da estrutura da Seduc para Campanha Política

O deputado ingressará com uma representação no Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM) denunciando o uso da estrutura da Seduc para campanha do governador do Estado, José Melo (PROS), candidato ao cargo majoritário nas eleições de 2014. De acordo com a denúncia postada em um blog da cidade, o áudio de uma servidora disponibiliza os veículos, os telefones, e a estrutura física e humana da Secretaria evidenciando que poderiam ser utilizados para articular reuniões partidárias em favor do chefe do Poder Executivo do Estado.

“Por causa de mandos e desmandos como esses, é que a Educação no Amazonas sempre está entre os piores índices de qualidade. Temos visto que a Seduc é terra de ninguém, ou melhor, terra de alguém”, acentuou ele. 


Fonte: Assessoria de Comunicação