segunda-feira, 26 de maio de 2014

Vereador acionará o MPE para investigar as obras da ciclovia.



Diante da insatisfação do movimento “Pedala Manaus” com relação às obras inacabadas das ciclovias da cidade, o vereador Waldemir José (PT) anunciou na manhã desta segunda-feira (26), no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), que solicitará do Ministério Público do Estado (MPE/AM), por meio de representação, apuração acerca dos prejuízos causados à população devido à interrupção dessas obras. Ele propôs, ainda, a realização de Audiência Publica para tratar do plano de construção de ciclovias, promessa de campanha do Prefeito Artur Neto (PSDB). 

A Prefeitura começou a construir, em fevereiro deste ano, os 80 km de ciclovia do projeto Boulervard – Ponta Negra, prometidos em campanha, mas até o momento somente 600 metros do Boulevard Álvaro Maia foram concluídos e não há previsão de continuidade. “Sob a alegação de que não há mais tempo para concluir essa obra, devido os jogos da Copa do Mundo, a Prefeitura resolveu simplesmente parar com as obras, deixando uma reforma inútil para os ciclistas, devido à falta de continuidade da ciclovia”, disse o parlamentar. 

Waldemir ressaltou, ainda, que essa obra foi um desperdício de recursos públicos, uma vez que a Prefeitura apenas demoliu uma via que estava em boas condições de uso para substituir por outra de estrutura inferior. “Essa situação demonstra certo amadorismo dessa Administração que fez um planejamento, mas não conseguiu seguir e ainda jogou no lixo um investimento público. Essa prática já é nossa velha conhecida: destruir uma obra em boas condições para reconstruir. Um verdadeiro desperdício de recursos públicos”, afirmou. 

Em função dessa situação, Waldemir vai solicitar que o MPE apure os prejuízos causados à população decorrente dessa obra que teve início, mas não será concluída, resultando em gastos para cidade. Além disso, o parlamentar mencionou que a Audiência Pública será importante para esclarecer e divulgar a pretensão da Prefeitura em relação à construção ou não da ciclovia em Manaus. 

Fonte: Assessoria de Comunicação