quarta-feira, 19 de março de 2014

Waldemir apresenta sete propostas à Comissão Especial da tarifa social da água


Com o intuito de contribuir para o debate e organização dos trabalhos da nova Comissão Mista Especial que irá tratar da Tarifa Social da água, o vereador Waldemir José (PT) usou a tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta terça-feira (18), para anunciar que apresentará sete propostas à Comissão.Além disso, ele sugeriu que o debate seja estendido para outros assuntos ligados ao sistema de abastecimento de água e esgotamento da cidade. 

A realização de Audiência Pública para debater as causas da não implantação da tarifa social, o custo do serviço de abastecimento de água adequado às famílias e o volume de água que atende às necessidades dos moradores é uma das mais importantes proposta que Waldemir José apresentará à Comissão Especial. “A Câmara, ao criar essa comissão trouxe uma contribuição importante para nossa cidade, portanto devemos aproveitar o momento e ampliar essa discussão para os temas ligados à água que mais atingem a cidade”, declarou o parlamentar, fomentando a possibilidade de criação de um projeto de lei, tendo como base a resposta desses questionamentos. 

Em outras propostas, Waldemir solicitará da Prefeitura a lista com os nomes dos beneficiados pelo Bolsa Família e das pessoas isentas do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) com seus devidos endereços, além do cronograma das novas e antigas ligações ao sistema do Programa Águas para Manaus (Proama). 

“Nesse primeiro momento é importante sabermos quais os atores envolvidos nessa questão. Precisamos saber o porquê da tarifa social não ter sido implantada até hoje como deveria. Existem cerca de 130 mil famílias que necessitam desse beneficio, mas somente 5 foram beneficiadas”, disse o parlamentar petista. 

Ele irá propor, ainda, que a Comissão visite as cidades onde já existem implantadas a tarifa social, com a finalidade de buscar novas experiências, métodos e formas para aplicabilidade do benefício na cidade de Manaus. 

E por fim, Waldemir José irá defender que as novas ligações que totalizam 60 mil famílias e as pessoas que tinham ligações, mas não eram abastecidas, o que representa cerca de 200 mil famílias, já entrem no sistema com o benefício da tarifa social, desde que atendam às condições legais exigidas no programa.

Fonte: Assessoria de Comunicação