segunda-feira, 10 de março de 2014

Janeiro foi o mês em que a PM paulista foi mais violenta nos últimos 10 anos


Levantamento divulgado nesta manhã pela Folha de S.Paulo registra que no 1º mês deste ano, policiais militares em serviço ou de folga mataram 76 pessoas no Estado de São Paulo. Foram mais de duas mortes por dia e, pelos dados comparados pelo jornal, esse número faz do último janeiro o mais violento da corporação nos últimos 10 anos.

Os PMs não matavam tanto, em um único mês, desde novembro de 2012, quando 79 pessoas foram mortas, mas aquele mês, lembra o Folhão, foi o auge de uma escalada de assassinatos que assustou a periferia da Grande São Paulo. A redução no número de mortos por PMs em 2013 havia sido comemorada no mês passado pelo secretário de segurança pública, Fernando Grella.

Ele a atribuiu a providências adotadas por ele, entre as quais a regra estabelecida de PMs não mais socorrerem vítimas baleadas em confrontos, que devem ser atendidas prioritariamente pelo SAMU. Ao falar ao jornal sobre a violência deste janeiro, o comandante-geral da PM, Benedito Meira, justificou que a ação dos PMs foi proporcional à agressividade dos criminosos.