quarta-feira, 10 de abril de 2013

Reforma do Judiciário avança na Argentina

O governo da Argentina continua colocando em marcha reformas de grande impacto no país. A mais recente delas é judiciária. Um plenário de comissões do Senado se pronunciou hoje favoravelmente aos projetos de renovação do Conselho de Magistratura e à criação de três novas Câmaras de Cassação, órgãos do Poder Judiciário. Amanhã os parlamentares fazem o debate sobre a nova regulação para as medidas cautelares contra o Estado.

Alak rechaçou as críticas da oposição e disse que a proposta não cria mais burocracia. Com a criação das três Câmaras, a Corte Suprema vai poder se dedicar ao que deve se dedicar, afirmou o ministro.

“Como podem se opor a que os membros do Conselho da Magistratura sejam eleitos por todos os argentinos mediantes voto popular?”, perguntou o secretário de Justiça, Julián Alvares.

Como se vê, a Argentina se mantém firme em suas propostas de reformas importantes no país.