quarta-feira, 24 de abril de 2013

José Ricardo cobra ações do Governo do Estado em Ipixuna

O deputado estadual José Ricardo Wendling (PT) denunciou nesta quarta-feira (24) o descaso do poder público estadual no Município de Ipixuna (a 1.380 quilômetros de Manaus), onde esteve na semana passada, fiscalizando os órgãos públicos, como escolas, hospital, delegacia e posto da Polícia Militar (PM). “Um abandono dessa cidade por parte do governo estadual”.

O Governo do Estado está construindo uma escola nova, mas as obras já demonstram futuros problemas, como falta de quadra de esporte. “Pelo que vimos, só há um espaço pequeno onde as crianças irão brincar debaixo do sol e da chuva. Uma pena o Estado não priorizar espaços tão importantes, já que no interior há terrenos disponíveis”.

No hospital, os funcionários que preparam o alimento e que cuidam da limpeza são todos da Prefeitura; a máquina industrial da lavanderia está com problema, obrigando os funcionários a lavar as roupas do hospital a mão, num pequeno tanque; só há quatro médicos no local, sendo dois contratados pelo Município e outros dois pelo Governo, sendo que um deles é estrangeiro e não tem registro no Conselho Regional de Medicina (CRM); a ambulância está em péssimo estado, muitas vezes, precisando ser empurrada para funcionar e atender aos pacientes; só há uma enfermeira atuando na unidade; como ainda faltam vários medicamentos e os aparelhos e RX e de ultrassom funcionam de vez em quando, em função do longo tempo de uso. “Mas o governador já esteve no local prometendo melhorias na saúde. Até então, só promessas”.

Já na área da segurança pública, a delegacia não conta com nenhum policial civil, só militares (9) e guardas municipais (18); a reforma feita no prédio recentemente demonstra a péssima qualidade do serviço, com ar condicionados já com defeitos e estrutura comprometida; e apenas duas viaturas velhas atendem os serviços dos policiais. “Um verdadeiro descaso. Nesse caso, os guardas municipais atuam irregularmente como se fossem policiais”. 

Relatório de todas essas visitas será encaminhado às secretarias de Estado da Educação (Seduc), da Saúde (Susam) e de Segurança Pública (SSP). “Mas diante de tantos relatos já encaminhados e sem nenhum retorno do Governo, daqui a pouco vamos juntar tudo e encaminhar à Justiça”, completou o parlamentar.

Educação preocupante também em Manaus

José Ricardo também comentou sobre visita feita na semana passada na Escola Estadual Dom Milton Pereira, Cidade Nova, Zona Norte. “Não é só no interior que a educação vai mal não. Em Manaus, temos inúmeros problemas nas escolas”, declarou o deputado, informando que a unidade passou por obras de reforma no meio do ano passado.

No local, foram identificadas salas superlotadas; quadra de esporte sem cobertura; falta d’água, devido problemas com a antiga caixa d’água; problemas elétricos, com a baixa potência de energia para ligar os dois ar condicionados de cada sala de aula (por conta disso, apenas um aparelho funciona por turma); como ainda faltam professores numa escola com mais de 2 mil alunos e com 22 salas de aula. “Sem falar na falta de psicólogos e de assistentes sociais. Acho que o governador não sabe nem o que é isso”.

Fonte: Assessoria de Comunicação