sexta-feira, 26 de abril de 2013

Desemprego atinge a menor taxa para março desde 2002

Pesquisa leva em conta as regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas ficou em 5,7% em março, a menor para o mês desde 2002, início da série da Pesquisa Mensal de Emprego (PME). Os dados da PME foram divulgados nessa quinta-feira (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O percentual praticamente não sofreu variação em relação ao resultado apurado em fevereiro (5,6%). No entanto, houve queda em relação a março de 2012, quando a taxa de desemprego era de 6,2%. A população desempregada (1,4 milhão de pessoas) caiu 8,5% (127 mil pessoas) em relação a março do ano passado. Já o número de pessoas empregadas (23 milhões), comparado com março de 2012, aumentou 1,2%.

"A questão do mercado de trabalho está bem resolvida. Há tendência de baixa no desemprego, e o valor médio dos rendimentos segue positivo também", avalia Carlos Henrique Leite Corseuil, diretor-adjunto da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc), do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).

O rendimento médio real habitual dos trabalhadores (R$ 1.855,40) foi considerado estável em comparação com fevereiro. Frente a março do ano passado, o poder de compra cresceu 0,6%. 

Trabalho formal - O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,4 milhões) não registrou variação na comparação com fevereiro. Na comparação anual, houve alta de 2,8%, o que representou um adicional de 309 mil postos de trabalho com carteira assinada em um ano. 

"Pelo trabalho formal, o cidadão possui benefícios como o direito a férias, ao décimo terceiro salário, ao repouso remunerado e ao salário-desemprego. Mas, além disso, há também a questão da previdência, que esses trabalhadores contribuem não só em nome deles, mas também em nome dos que estão inativos e desempregados, por exemplo", explica Corseuil. 

O estudo leva em conta as regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre. A pesquisa completa pode ser acessada em www.ibge.gov.br.

Evento marca dia mundial de segurança e saúde no trabalho

Os ministérios do Trabalho e Emprego (MTE), da Previdência Social (MPAS) e da Saúde realizarão nesta sexta-feira (26) um evento relacionado ao Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho e ao Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. O evento será no Auditório do MTE/MPAS, a partir das 9h30.

A solenidade será marcada pela Cerimônia da Vela, quando será solicitado um minuto de silêncio em memória às vítimas de acidentes e doenças relacionados ao trabalho. Ao mesmo tempo, num telão, serão projetados os nomes das 2.739 vítimas fatais em 2012.

Dados da Secretaria de Inspeção do Trabalho, do MTE, mostram que no ano passado foram realizadas 154.361 ações fiscais de Segurança e Saúde. Neste ano, de janeiro a março, já foram realizadas 29.607 fiscalizações, com o intuito de reduzir o número de acidentes.

Dia Mundial - No Brasil, desde 2005, com a sanção da Lei nº 11.121, 28 de abril é lembrado como o Dia Nacional em Memória das Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho. A Organização Internacional do Trabalho (OIT) denomina esse dia, desde 2003, como Dia Mundial de Segurança e Saúde no Trabalho.