quarta-feira, 24 de abril de 2013

Waldemir propõe CPI para investigar vendas ilegais de terras em Manaus


Durante o Pequeno Expediente de hoje (24) da Câmara Municipal de Manaus (CMM), o líder do Partido dos Trabalhadores (PT), vereador Waldemir José, anunciou que entrará com pedido de formação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os crimes de vendas ilegais de terra que ocorreram na cidade de Manaus.

De acordo com a Secretária de Política Fundiária do Amazonas, cerca de 30 mil famílias das Zonas norte e leste da capital deveram ter seus títulos de terra cancelados a partir da última segunda-feira. Esses terrenos estão em uma área que foi grilada e vendida irregularmente na década de 80.

Para o vereador Waldemir José, esse crime não pode ficar impune. Milhares de pessoas foram prejudicadas por ações fraudulentas de quadrilhas existentes na cidade. É dever do Poder Público agir em defesa dessa população. “No meu entendimento a Câmara Municipal tem o dever de participar dessa discussão. Temos, também, o dever de contribuir para que essa situação não ocorra mais. Por isso, estou propondo a realização de uma CPI para apurar quem são os verdadeiros grileiros”, disse.

Além disso, segundo o líder petista, nessa Comissão de Inquérito é preciso verificar se política fundiária dá oportunidade para que crimes desse tipo continuem sendo praticados aqui no estado. “A população não deve ser prejudicada em virtude de ações criminosas de grileiros. O Poder Público deve dar celeridade para regularizar a situação dessas famílias e encontrar os criminosos que geram esses problemas”, afirmou.

Ele espera conseguir as 14 assinaturas necessárias para que seu Requerimento seja colocado na pauta da Casa Legislativa e aprovado posteriormente.

Fonte: Assessoria de Comunicação