quinta-feira, 18 de abril de 2013

Nordeste deve receber 340 mil toneladas de milho

Nos meses de maio e abril, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) entregará 340 mil toneladas de milho para o Nordeste. Com o apoio da Casa Civil e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), foi possível elevar de 40 para 170 mil toneladas o fluxo mensal do suprimento de milho para a região da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene), aumentando o fornecimento e o número de beneficiados do programa de atendimento à seca no Nordeste.

Já foi contratada a remoção de cerca de 90 mil toneladas do produto. Outras 50 mil toneladas de milho ensacado foram adquiridas no dia 27 de março, para serem entregues diretamente pelos fornecedores nas Unidades Armazenadoras e polos de distribuição. Por orientação do Mapa, mais uma compra de 70 mil toneladas também será feita pela Conab, por meio de leilão na próxima sexta-feira (19), com entrega nos polos criados pelas Secretarias de Agricultura Estaduais.

Além dessas remoções pelo modo rodoviário de carga, a Casa Civil também determinou que a entrega direta de 103 mil t de milho aos estados ocorra já a partir do dia 2 de maio. Esta aquisição, a ser realizada nesta quarta-feira (17), via Bolsa de Mercadorias, prevê que o deslocamento seja efetuado preferencialmente por cabotagem, para a disponibilização do produto nos portos dos respectivos estados beneficiários.

O diretor de Operações e Abastecimento (Dirab) da Conab, Marcelo de Araújo Melo, ressalta que os quantitativos disponibilizados tendem a reduzir o problema da escassez do milho. “Essas ações vão possibilitar a pulverização do produto e maior eficiência no abastecimento”, garante. “Dessa forma a Conab, que nos últimos 10 meses abasteceu o Nordeste com mais de 380 mil toneladas de milho, passará a ter uma meta superior a 150 mil toneladas por mês, beneficiando pequenos criadores que sofrem com a estiagem na região”.

Fonte: Ascom/Conab