sexta-feira, 12 de abril de 2013

Guarda municipal joga bomba de gás em estudantes que faziam protesto, em Manaus


Um protesto de estudantes da rede pública em frente à sede da prefeitura, na Zona Oeste de Manaus, na tarde de ontem, quinta-feira (11), terminou em confusão e com a Guarda Municipal jogando bombas e spray de gás nos alunos.

Cerca de 500 estudantes realizaram um protesto em frente à sede da prefeitura contra o aumento da tarifa de ônibus e a favor da volta do pagamento de meia-passagem em dinheiro e a volta dos 120 passes por mês para os alunos.

Os estudantes estavam protestando com carro de som e uma comissão foi formada para tentar falar com o prefeito, mas ele não recebeu os representantes. Por volta das 16h30, alguns alunos começaram a forçar a entrada na prefeitura, balançando e empurrando o portão principal do prédio.

Nesse momento, a Guarda Municipal, que até então só tentava impedir os alunos de invadirem o prédio, jogaram bombas de efeito moral e de gás nos estudantes. Houve confusão e muitas pessoas, entre elas até adolescentes de 11 e 12 anos, começaram a passar mal e cair no cão.

Muitos foram levados para hospitais próximos e há relatos de pessoas atingidas por balas de borracha supostamente atiradas pela Guarda Municipal.

Mesmo com ocorrido, o presidente da União da Juventude Socialista, uma das várias uniões estudantes que estavam organizando o protesto, Yann Evanovick, afirmou que as manifestações irão continuar.