quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Prêmio ODM Brasil tem inscrições prorrogadas


Foi prorrogado o prazo para as organizações sociais e prefeituras se inscreverem no Prêmio ODM Brasil, que reconhece as contribuições das boas práticas para o país alcançar os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM).

Por solicitação de prefeituras e organizações sociais que não conseguiram encaminhar seus projetos até a data prevista, a organização resolveu prorrogar o prazo até 19 de agosto.

O prêmio tem os objetivos de dar visibilidade e reconhecer projetos que ajudam o Brasil a cumprir as Metas do Milênio. Entre as metas ODM estão: acabar com a fome e a miséria, reduzir a mortalidade infantil e melhorar a saúde das gestantes. Podem participar organizações sociais, entre elas, ONGs, universidades, fundações, empresas, sindicatos e movimentos sociais, além de prefeituras municipais.

Os critérios utilizados para a escolha dos inscritos são: contribuição para o alcance dos ODM; impacto no público atendido; participação da comunidade; existência de parcerias; potencial de replicabilidade; complementaridade e/ou articulação e integração com outras políticas públicas.

Do total de projetos apresentados, 60 serão selecionados por técnicos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), da Escola Nacional de Administração Pública (Enap) e de Ministérios. Entre os selecionados, 30 serão premiados e receberão um prêmio simbólico, em Brasília, além do reconhecimento público pelas ações desenvolvidas em prol dos ODMs.

A coordenação do Prêmio ODM Brasil é da Secretaria Geral da Presidência da República, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) e o Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade Nós Podemos.

Os ODMs contemplam oito direitos básicos de cidadania e tratam de iniciativas que visam melhorar a qualidade de vida. Entre eles estão: acabar com a fome e com a miséria; educação básica de qualidade para todos; igualdade entre os sexos e valorização da mulher; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde das gestantes; combater a Aids, a malária e outras doenças; qualidade de vida e respeito ao meio ambiente; todo mundo trabalhando para o desenvolvimento.

Informações: (61) 3411 3411 ou www.odmbrasil.gov.br.

Fonte: ODM Brasil, Secretaria de Direitos Humanos e Secretaria Geral da Presidência da República