terça-feira, 20 de agosto de 2013

Explicações do subsecretário de educação são decepcionantes


Depois que o vereador Waldemir José (PT) repercutiu no plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM) a denúncia de que a Prefeitura está sendo explorada por uma quadrilha de aluguéis de prédios utilizados como escola, a Comissão de Educação (Comed/CMM) convocou a presença do subsecretário municipal de educação Deuzamir Pereira para prestar esclarecimentos sobre esse assunto. A reunião aconteceu na manhã desta terça-feira (20) na sala de comissões da Câmara.

Durante a reunião relâmpago, o subsecretário disse que, em relação à denúncia de haver uma quadrilha do aluguel na SEMED, tudo foi uma questão de interpretação. Numa fala, que não chegou a dez minutos, ele levou os vereadores da base aliada do Prefeito a crer que tudo não passou de um mal entendido e de uma maledicência da matéria publicada no sábado (17), por um jornal da cidade.f

Para Waldemir José, as informações trazidas pelo secretário não foram convincentes e muito menos esclarecedoras. Pelo contrário, serviram para mascarar a verdadeira intenção da base aliada do prefeito de impedir a realização de uma investigação. “Foi decepcionante. O secretário não esclareceu nada, apenas tentou tirar o foco para realização de uma CPI que possa investigar essa situação”, disse o parlamentar.

Durante a reunião, ele lamentou que atitudes como essas não resolvessem o problema da educação na cidade, portanto solicitou do secretário medidas mais incisivas para extirpar de vez com essa exploração. “Seria até normal se dizer determinadas palavras em momentos de indignação, mas o que não dá é para ficar parado e não fazer nada nessa situação”, afirmou.

Fonte: Assessoria de Comunicação