terça-feira, 27 de agosto de 2013

Waldemir quer explicações do Implurb sobre atuação da Fucapi no Plano Diretor


Após a declaração da vice-presidente do Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb) Cristiane Souto Maior de que Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi), contratada no ano passado pela Prefeitura para revisar o Plano Diretor Urbano e Ambiental de Manaus, “não escreveu nenhuma vírgula do plano”, o vereador Waldemir José (PT) solicitou da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Manaus (CMM), na manhã desta terça-feira (27), a presença dos responsáveis da Fucapi para prestar esclarecimentos sobre o assunto. 

Conforme Diário Oficial do Município, no 2660, de 06 de abril de 2011, a Prefeitura Municipal de Manaus pagou à FUCAPI, em despacho de dispensa de licitação, o valor de R$ 2.992.319,44 para execução dos serviços de revisão do Plano Diretor, porém em reunião realizada na CMM no último dia 26 para discutir a revisão do Plano Diretor, a vice-presidente do IMPLURB afirmou em bom tom que a FUCAPI “não escreveu uma vírgula do Plano Diretor, quem escreveu foi o IMPLURB. 

Para Waldemir José, essa situação pede investigação, uma vez que são recursos públicos de valor consideravelmente grande que foram gastos. “Precisamos apurar os fatos. Como pode uma empresa contratada com dinheiro público para produzir para melhoria da cidade e não produz nada ou quase nada?”, questionou o vereador. 

A questão central, segundo o parlamentar, é que se a FUCAPI recebeu quase cerca de 2,9 milhões para apenas realizar 18 reuniões, ganhando por cada uma cerca de R$167 mil, sem nenhuma licitação ou concorrência pública, então estaremos diante de um mal uso do dinheiro público, pois teríamos audiências públicas mais caras do país. 

Por esses motivos, o petista vai solicitar da Administração Municipal, cópia do contrato de serviço entre a Fucapi e a Prefeitura e, também, do Implurb lista das atividades que foram executadas em relação ao Plano Diretor.

Fonte: Assessoria de Comunicação