terça-feira, 20 de agosto de 2013

Detenção de brasileiro: Grã-Bretanha faz censura aberta à imprensa


Na Grã-Bretanha, temos um caso de censura aberta à imprensa, um ataque aos direitos humanos. O brasileiro David Miranda, namorado do jornalista Glenn Greenwald, que publicou no Guardian as revelações sobre o programa de espionagem dos EUA, foi detido no aerporto de Heathrow, em Londres, com base na lei britânica de combate ao terrorismo.

Como o próprio Greenwald disse, é um ato de intimidação típico de ditaduras, mas agora acobertado pela lei antiterrorista.

Miranda ficou detido por nove horas e não pôde nem mesmo telefonar para seu advogado. Um advogado enviado pelo Guardian só conseguiu acompanhar os 15 últimos minutos de seu depoimento.

Greenwald afirmou - com toda a razão - que é evidente que seu namorado foi preso para intimidá-lo. Segundo o jornalista, os oficiais até perguntaram se Miranda tinha acesso a senhas do material publicado no Guardian.

“Mas agora eu vou fazer muitas reportagens, e ser muito mais agressivo do que antes: vai ter o efeito oposto ao que eles quiseram", disse Greenwald à Folha de S.Paulo.