segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Em debate na próxima terça, lutas da CUT nos 30 anos de atuação no AM


Acontece às 14h da próxima terça-feira (20), no plenário da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam), Sessão Especial pelos 30 anos de atuação da Central Única dos Trabalhadores (CUT) no Amazonas. O evento tem como autor o deputado José Ricardo Wendling (PT), líder do PT na Assembleia Legislativa do Estado (Aleam).

A Central Única dos Trabalhadores (CUT) foi fundada no dia 28 de agosto de 1983, na cidade de São Bernardo do Campo (SP), durante o 1º Congresso Nacional da Classe Trabalhadora (Conclat). Naquele momento, mais de cinco mil homens e mulheres, vindos de todas as regiões do País, lotaram o galpão da extinta companhia cinematográfica Vera Cruz e imprimiam um capítulo importante da história.

Considerada uma organização sindical brasileira de massas, em nível máximo, de caráter classista, autônomo e democrático, a CUT tem como compromisso a defesa dos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora. “Está baseada em princípios de igualdade e solidariedade, tendo como objetivos organizar, representar sindicalmente e dirigir a luta dos trabalhadores e trabalhadoras da cidade e do campo, do setor público e privado, ativos e inativos, por melhores condições de vida e de trabalho e por uma sociedade justa e democrática”, explicou José Ricardo, justificando o debate.

Presente em todos os ramos de atividade econômica do País, a CUT consolida-se como a maior central sindical do Brasil, da América Latina e a 5ª maior do mundo, com 3.438 entidades filiadas, 7.464.846 trabalhadoras e trabalhadores associados e 22.034.145 trabalhadoras e trabalhadores na base.

No ano de 1983, com finalidades de apoiar e fortalecer as lutas de trabalhadores/as de Manaus e do Amazonas, é criada a CUT/AM. Emerge em Manaus a força de organização popular, destacando-se o Sindicato dos Metalúrgicos de Manaus e a Associação de Professores do Amazonas, que culmina com a criação da Central CUT/AM. No Estado, representa mais do que um instrumento de luta e de representação real da classe trabalhadora, um desafio de dar um caráter permanente à presença organizada de trabalhadores e trabalhadoras na política nacional e estadual.

Foram convidados para essa Sessão Especial, dentre outros órgãos e entidades: Sindicato dos Metalúrgicos, Sindicato dos Petroleiros do Amazonas, Partido dos Trabalhadores, Sindicato de Assistentes Sociais do Estado do Amazonas, Sindicato do Comércio de Vendedores Ambulantes de Manaus (Sincovam), Sindicato do Comércio Varejista dos Feirantes de Manaus (Sindfeira), Sindicato dos Servidores Públicos Federais do Estado do Amazonas (Sindsep-AM), Sindicato dos Trabalhadores Telefônicos do Estado do Amazonas (Sinttel), Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil de Manaus (Sintracomec), Sindicato dos Trabalhadores em Entidades Sindicais do Estado do Amazonas (Sintreseam), Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Especiais (Sindespecial), Sindicato dos Trabalhadores na Movimentação de Mercadorias em Geral, Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias de Papel, Celulose, Pasta de Madeira para Papel, Papelão e Cortiça de Manaus (Simpacel), Sindicato dos Trabalhadores nas Industrias Urbanas do Estado do Amazonas (STIU/ AM), Sindicato dos Trabalhadores Plásticos do Estado do Amazonas (Sindplástico) e Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Área de Saúde do Estado do Amazonas (Sindsaúde/AM).

  • O QUE: Em debate na próxima terça, lutas da CUT nos 30 anos de atuação no AM;
  • QUANDO: Terça-feira – dia 20 de agosto de 2013;
  • HORA: 14h;
  • ONDE: Plenário da Assembleia Legislativa do Estado (Aleam);
  • ENDEREÇO: Av. Mário Ypiranga Monteiro, nº 3.950 (antiga Recife) - Parque Dez.
Fonte: Assessoria de Comunicação