segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Praciano pede que prefeitos e vereadores eleitos do PT gritem contra as mazelas em seus municípios

Foto: * Praciano pede que prefeitos e vereadores eleitos do PT gritem contra as mazelas em seus municípios

O deputado federal Francisco PRACIANO (PT-AM), pediu ontem, durante abertura do curso de preparação para prefeitos e vereadores eleitos do PT, promovido pela Fundação Perseu Abramo, no Taj Mahal Hotel, em Manaus,  que os mesmos politizem seus mandatos e gritem contra a falta de defensor público em seus municípios, que gritem contra a falta de médicos e mamógrafos nos hospitais de suas cidades e que tenham o povo como seus aliados.
“Não tenham medo senhores prefeitos e vereadores, de gritar contra as mazelas em seus municípios”, pediu o deputado.
Praciano lembrou que 34 municípios do Amazonas auditados pela Controladoria Geral da União (CGU), nos últimos oito anos, todos apresentaram irregularidades, ou seja, estão roubando verba pública, principalmente das áreas da saúde e educação. O resultado desse desvio, destacou Praciano, são os números do Índice de Desenvolvimento Humano e M (IDHM), onde dos 61 municípios do Estado, 49 apresentaram índices baixíssimos, estando Atalaia do Norte entre os três piores do país.  “ Nenhum governador, dos últimos 30 anos no Amazonas, pode se orgulhar desses números”, finalizou.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

O deputado federal Francisco PRACIANO (PT-AM), pediu ontem, durante o curso de preparação para prefeitos e vereadores eleitos do PT, promovido pela Fundação Perseu Abramo, no Taj Mahal Hotel, em Manaus, que os mesmos politizem seus mandatos e gritem contra a falta de defensor público em seus municípios, que gritem contra a falta de médicos e mamógrafos nos hospitais de suas cidades e que tenham o povo como seus aliados.

“Não tenham medo senhores prefeitos e vereadores, de gritar contra as mazelas em seus municípios”, pediu o deputado.

Praciano lembrou que 34 municípios do Amazonas auditados pela Controladoria Geral da União (CGU), nos últimos oito anos, todos apresentaram irregularidades, ou seja, estão roubando verba pública, principalmente das áreas da saúde e educação. O resultado desse desvio, destacou Praciano, são os números do Índice de Desenvolvimento Humano e M (IDHM), onde dos 61 municípios do Estado, 49 apresentaram índices baixíssimos, estando Atalaia do Norte entre os três piores do país. “ Nenhum governador, dos últimos 30 anos no Amazonas, pode se orgulhar desses números”, finalizou.

Fonte: ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO