quarta-feira, 2 de abril de 2014

Forte terremoto atinge Chile e gera alerta de tsunami na costa da América Latina

Incêndio em restaurante no Chile (Getty)

Um forte terremoto atingiu a costa do norte do Chile na última terça-feira, às 19h46 do horário de Brasília, e gerou um alerta de tsunami para toda a costa do Oceano Pacífico na América Latina.

Com 8,2 graus de magnitude, foi o mais poderoso registrado nos últimos dois anos no país. O tremor durou dois minutos. Segundo autoridades, duas pessoas morreram e três estão seriamente feridas.

Seu epicentro foi a 86 quilômetros a noroeste da região de mineração de Iquique e a dez quilômetros de profundidade.

O terremoto foi considerado raso, porque ocorreu a 20 quilômetros, de acordo com o serviço de monitoramento geológico dos Estados Unidos.
Evacuação

O governo ordenou que as áreas costeiras do norte do país fossem evacuadas por causa de um risco de tsunami.

Ondas de até dois metros de altura começaram a chegar à costa do país 45minutos depois do terremoto.

Segundo um comunicado oficial, o tsunami é formado por uma série de ondas de alturas variadas e alcançará do norte ao sul do país até às 4h da manhã.

O alerta será mantido até pelo menos às 5h da manhã, disseram as autoridades chilenas.
Outros tremores

Outros sete tremores com magnitudes de até 5,4 graus foram registrados no norte do Chile após o terremoto principal, informa a colaboradora da BBC Mundo, Paula Molina.

Segundo autoridades do país, a cidade de Arica ficou sem energia, deslizamentos de terra bloquearam estradas e incêndios foram registrados em Iquique.

Cerca de 300 prisioneiros tiraram vantagem da situação e fugiram de uma prisão em Iquique, segundo o ministro do Interior, Rodrigo Penailillo.


Situado numa área conhecida como Cinturão de Fogo do Pacífico, onde ocorrem 80% dos terremotos do mundo, o Chile é um país onde atividades sísmicas são frequentes.

A região já estava em alerta por vinha passando por uma série de terremotos de intensidade média nas últimas semanas.

Em março, uma evacuação já havia sido ordenada depois que um terremoto com 6,7 graus de magnitude atingiu a mesma região do país e 100 mil pessoas tiveram que deixar a área.

Em 2010, um terremoto de 8,8 graus de magnitude foi seguido por uma tsunami que gerou grande destruição em várias cidades costeiras do país.

Na ocasião, 524 pessoas morreram e 800 mil ficaram feridas. Ao final, foi contabilizado um prejuízo de US$ 30 milhões.

Em 1960, uma área no sul do país foi atingida por um terremoto de 9,5 graus de magnitude, o que causou 1.655 mortes e uma tsunami que atingiu o Japão e o Havaí.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/04/140331_terremoto_chile_rb_mdb.shtml