sábado, 14 de dezembro de 2013

Operário infarta e obras da Arena da Amazônia Vivaldo Lima têm 2ª morte em menos de 10 horas

José Antônio Nascimento era encarregado de obras, segundo a família (Foto: Romulo de Sousa/G1 AM)

O operário José Antônio da Silva Nascimento, de 49 anos, morreu no fim da manhã deste sábado (14) enquanto trabalhava nas obras do Centro de Convenções do Amazonas (CCA), ao lado da Arena da Amazônia Vivaldo Lima. O complexo deverá integrar a estrutura que está sendo preparada para a realização da Copa do Mundo de 2014 em Manaus. Familiares da vítima reclamaram das condições de trabalho no local.

Revoltado, o sobrinho da vítima reclamou ainda que o IML demorou mais de 4h para remover o corpo. "Nos informaram que eles só tinham um carro, que estava sem combustível", disse. O Instituto negou a informação e justificou que a remoção foi realizada somente a tarde porque não havia confirmação da morte.

A obra do Centro de Convenções é realizada pelo Governo do Estado, por meio da Empresa Estadual de Turismo (Amazonastur), em parceria com o Ministério do Turismo. O CCA está dentro do perímetro de segurança da Fifa (Federação Internacional de Futebol) e, durante a Copa, deverá ser utilizado como local para reuniões e encontros importantes das delegações esportivas, segundo o Governo do Estado.