quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Crime que justificou punição na AP 470 não existiu, diz Gilberto Carvalho


O ministro-chefe da Secretara Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, vai direto aos pontos principais ao tratar dos desdobramentos da Ação Penal 470: não houve desvio de dinheiro público, os petistas presos foram presos por crimes que não cometeram e houve excessos praticados contra eles.

O ministro lembra que o PT errou ao fazer o caixa dois e os responsáveis têm de ser punidos. O problema, ressalta, é que esse não foi o foco da AP 470, que adotou erroneamente a tese de que houve pagamento mensal para a compra de deputado.

“A nossa revolta e a nossa solidariedade são porque a punição que eles sofreram é desproporcional ao erro cometido. Não houve pagamento de mensalidade para parlamentares”, afirma Gilberto Carvalho.