quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

NATAL NO CENTRO: ACA mobiliza parceiros para atrair consumidores ao Comércio Central no fim do ano


A Associação Comercial do Amazonas (ACA) está promovendo uma série de debates acerca do que pode ser melhorado para atrair os consumidores ao Centro de Manaus, durante o período de compras de fim de ano. De acordo com o presidente da entidade, Ismael Bicharra Filho, os números de setembro foram preocupantes, já que houve uma queda de, em média, 40% no faturamento dos empresários do comércio, com relação ao mesmo período do ano anterior. Um dos piores índices dos últimos dez anos.

Mas, depois das reuniões e ações, o que deve mudar?

TRÂNSITO

O diretor-presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins, participou da reunião ordinária do dia 06/11. Ismael Bicharra Filho falou sobre as limitações de mobilidade urbana que o Centro de Manaus apresenta aos clientes da região, principalmente em período de grande movimento como é o fim do ano. "O estacionamento talvez seja um dos principais problemas e isto afeta diretamente nas vendas da área. Sem local para estacionar, com trânsito intenso, e com pouca estrutura para o transporte público, a população de Manaus evita o Centro da cidade neste período".

Mediante às reivindicações, a partir do dia 1º de dezembro, a Avenida Sete de Setembro será liberada para estacionamento no lado direito, no trecho entre as avenidas Getúlio Vargas e Eduardo Ribeiro. O estacionamento na Praça da Polícia, pela José Paranaguá também será liberado. O aumento do efetivo para a fiscalização na área também foi acordado.
"Outras sugestões da ACA, como a redução de vagas para táxis serão analisadas e poderão fazer parte da reestruturação prévia à implantação do sistema de estacionamento rotativo Zona Azul", destacou Paulo Henrique Martins.

SEGURANÇA PÚBLICA

Na reunião ordinária do dia 13/11, estiveram presentes as autoridades especializadas em Segurança Pública: o Coronel Aroldo Ribeiro, responsável pelo Comando de Policiamento Metropolitano da Capital; o delegado da Polícia Civil, Jorge Pontes, do 24o DIP, responsável pelo Centro, e o Comandante da 24a CICOM, Major Augusto César de Paula. Na ocasião foi apresentada a "Operação Natal 2013", onde 600 policiais militares estarão distribuídos nas áreas de maior risco.

Os dados da Polícia Civil mostram que, com efetivo policiamento, dá para reduzir os índices de violência. Na operação Natal do ano anterior, houve um queda de 30% no número de roubos e furtos na área central de Manaus.

"A parceria com a ACA é muito importante para a divulgação e multiplicação das informações. Buscamos a renovação do compromisso da nossa missão institucional e transmitir a segurança necessária para a população", destacou o Coronel Ribeiro.

REQUALIFICAÇÃO DO CENTRO

Nas reuniões dos dias 21 e 26 de novembro, o Secretário Municipal do Centro, Rafael Assayg, conversou com os associados e empresários do comércio sobre o que pode ser efetivamente modificado até o fim do ano. O lixo e a realocação dos vendedores ambulantes foram temas de destaque na pauta. Projetos de lixeiras subterrâneas foram apresentados, mas elas só devem ser instaladas no início de 2014. Até lá, coletores extras serão implantados. O Secretário falou ainda em conversar pessoalmente com os parceiros do poder municipal para falar sobre questões como decoração de natal e atrações culturais para atrair os consumidores ao Centro da cidade no fim do ano.

"Além disso, quero adiantar outra novidade: Manaus foi contemplada com o PAC Cidades Históricas que tem o objetivo de recuperar logradouros públicos. A praça da Matriz está entre os espaços escolhidos para requalificação. Por fim, em dezembro será realizada a desocupação das ruas e os camelôs serão realocados em 2014", adiantou Assayag.

PRÓXIMO PASSO

Outras reuniões ainda ocorrerão para que o maior número de parceiros com o mesmo objetivo, o de melhorar as condições do Centro, se unam. Dentre os convites feitos está o da Secretaria Estadual de Cultura, para solicitar atrações de entretenimento para as famílias amazonenses. Os parceiros do setor privado também estão sendo convocados, para que, até o fim de dezembro, o Centro de Manaus esteja completamente adequado e possa oferecer condições de conforto e segurança aos clientes e visitantes.