terça-feira, 26 de agosto de 2014

MARINA, TRAGÉDIA OU FARSA? - por Sergio Uliano

Marx na obra 18 Brumário afirma que os fatos históricos ocorrem a primeira vez como tragédia e a segunda como farsa.

Quando o caçador de marajás sofreu impeachment, Roberto Marinho, da Globo afirmou: "Nossa fonte secou, temos que buscar um candidato do lado de lá" e buscaram FHC.

Agora, quando tudo se encaminhava para uma decisão no 1º turno, ocorre a tragédia que vitimou o candidato Eduardo Campos dia 13-8 pp. No dia 15 o UOL, Portal da Folha de SP já escancara a manchete: "Banqueiros e Investidores Querem Marina" Quatro dias depois, Marina assume compromisso público com o tripé neoliberal. Dia 23 pp Marina nomeia Maria Alice Setúbal, proprietária do banco Itaú como coordenadora de seu programa de governo, que deve ser apresentado no próximo dia 29.

A mídia monopolista vem dispensando à Marina o mesmo tratamento que dispensou ao caçador de marajás em 89. Será Marina a farsa de Collor? Ou estou enganado?