sábado, 23 de agosto de 2014

José Ricardo lamenta morte de vítima de acidente na Refinaria de Manaus e cobra modernização para dar mais segurança aos trabalhadores.


O deputado José Ricardo Wendling (PT) lamentou quinta-feira (21) a morte do petroleiro, técnico de operação da Petrobrás, Antônio Rafael Santana, 26, vítima de uma explosão ocorrida no último final de semana na Refinaria de Manaus, manifestando solidariedade aos familiares e amigos desse trabalhador. Na ocasião, ele também cobrou urgente modernização das estruturas da Refinaria, reivindicação do Sindicato dos Petroleiros, que desde ontem promovem manifestação com a categoria, por meio de uma greve parcial, que teve a participação e o apoio do parlamentar.

“Os trabalhadores da Refinaria precisam de mais segurança no ambiente de trabalho. Essa não é a primeira vez que acontecem acidentes no local”, afirmou o deputado, referindo-se a outros dois acidentes que aconteceram no local: explosão que deixou três trabalhadores sequelados, há alguns meses; e morte de uma engenheira, há cerca de três anos. “Também iremos cobrar providências. É uma empresa que atua na produção de energia, por meio dos combustíveis, e precisa ser modernizada”, finalizou.

Mais atenção à saúde

José Ricardo também cobrou do Governo do Estado uma maior atenção no atendimento da saúde. Ele citou correspondência que recebeu de um professor, cuja esposa está vivendo o drama da demora no atendimento: há 37 dias, está internada no Pronto-Socorro João Lúcio, vítima de um AVC hemorrágico, e agora aguardando para a realização de um procedimento chamado de “embolização”, que só é feito no Hospital Francisca Mendes, somente às quartas-feiras, e recebendo apenas um paciente por semana. “Eis o drama dessa família, que ainda deve esperar por muitos dias para a realização desse procedimento, e que deve ser o drama de muitos outros pacientes diante do descaso do Governo”.

Para o deputado, essa preocupante situação foi identificada na última visita feita no Pronto-Socorro João Lúcio, quando cobrou da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) providências com relação a essa longa demora na realização de procedimentos especializados. “Mas, pelo visto, nada mudou, como também nada parece ter sido modificado no Francisca Mendes. O deputado Praciano aprovou recursos federais para a melhoria dos serviços nesse hospital. Mas vamos continuar cobrando. Não podemos ficar calados. Porque saúde é caso de vida ou de morte”.

E manifestou apoio à categoria dos médicos que, por meio do Sindicato dos Médicos, buscava a manutenção de emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), referente ao Plano de Cargos e Salários dos Médicos, aprovada pelos deputados, mas vetada pelo governador. “Eu votei a favor e espero que os demais parlamentares mantenham o seu apoio a essa categoria profissional. O nosso interior precisa de muito mais médicos, principalmente, de mais especialistas”, completou. 

Fonte: Assessoria de Comunicação