sexta-feira, 8 de agosto de 2014

CNV realiza audiência pública sobre a Guerrilha do Araguaia Comissão irá ouvir sobreviventes, familiares de vítimas e agentes da repressão.


A Comissão Nacional da Verdade realiza em Brasília, no próximo dia 12 de agosto, audiência pública sobre graves violações de direitos humanos cometidas na repressão à guerrilha do Araguaia, um dos episódios mais violentos da ditadura militar, que resultou em prisões ilegais, torturas e dezenas de mortos e desaparecidos políticos na primeira metade dos anos 70. A audiência pública acontecerá no auditório do CNTC e se iniciará às 9h30.

O objetivo da audiência é apurar graves violações de direitos humanos cometidas contra integrantes da guerrilha do Araguaia e contra a população local, que resultaram na morte e desaparecimento de camponeses e de militantes do PC do B que atuavam na região.

Serão ouvidos testemunhos de sobreviventes das operações militares e de familiares de vítimas da repressão política.

Quatro militares que protagonizaram a repressão à guerrilha foram convocados pela CNV para prestar depoimento: Sebastião Rodrigues de Moura - mais conhecido como “Major Curió”, Leo Frederico Cinelli, Thaumaturgo Sotero Vaz e José Conegundes do Nascimento.

A CNV tem apurado e identificado, com base em documentos e depoimentos, as circunstâncias dos desaparecimentos e mortes ocorridos na região do Araguaia, assim como sua autoria. Com a realização de audiência pública , espera-se que sejam obtidas e divulgadas informações que ajudem a elucidar aspectos importantes do episódio.

A CNV deverá realizar, no mês de agosto de 2014, diligência de visita à chamada “Casa Azul”, localizada no município de Marabá (PA), imóvel pertencente ao DNER que serviu como base do CIE (Centro de Informações do Exército) e centro clandestino de tortura e morte durante as operações militares contra a guerrilha do Araguaia.

Nos meses de agosto e setembro, a CNV realizará também novas tomadas de depoimentos de agentes do estado relacionados à repressão à guerrilha do Araguaia.

SERVIÇO

O quê: Audiência Pública sobre graves violações de direitos humanos na repressão à guerrilha do Araguaia

Quando: 12 de agosto de 2014, terça-feira

Horário: 9h30

Onde: Auditório do CNTC - Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio
Endereço: AV W5 - SGAS, 902, Bloco C - Brasí­lia– DF

Fonte: Assessoria de Comunicação