quinta-feira, 19 de junho de 2014

E AGORA DUDU ISCARIOTES! - por Frederico Passos


Depois de sair das eleições de 2010 e 2012 com um esplendoroso crescimento, o PSB, o partido da pombinha branca, que também abriga um partido fantasma, a Rede, pode sair das eleições de 2014 tão magro que poderá ser acusado de sofrer de anorexia.

Sim, caros leitores e únicos amigos, o PSB, liderado por Eduardo Campos, o novo Judas Iscariotes da política brasileira, poderá sair combalido das eleições que se avizinham. E isso tudo por conta de sua gula política, que estava em jejum, mas que, subitamente, foi estimulada pela Globo, pelo partido fantasma da Marina, pelos tucanos e, principalmente, pela sua sede de poder.

Dudu Iscariotes imaginava que poderia chegar ao segundo turno das eleições de 2014 ao se associar a Marina, que saiu das eleições de 2010 com quase 20 milhões de votos. Durante três meses não saiu de um dígito nas intenções de votos. E agora, os três principais institutos de pesquisa estão em crise com os números. No Datafolha, divulgado em 06.06.2014, Dudu aparece com 8%. Na pesquisa do IBOPE, divulgada em 10.06.2014, contratada, pasmem, pela União dos Vereadores de São Paulo, a um custo de R$ 202 mil, Dudu conta com 13%. Já no Vox Populi, divulgada dia 11.06.2014, Dudu Iscariotes permanece estacionado em 8% desde abril. Ou seja, entre o Datafolha e o IBOPE, Dudu Iscariotes engordou 5 quilos em cinco dias. Haja gula! 

Além disso, o partido fantasma de Marina não está digerindo as alianças pelo País proposta pelo PSB, principalmente em São Paulo, onde o partido da pombinha branca resolveu apoiar Geraldo Alckmin. O PSB está prestes a implodir. E de partido do “futuro”, do “novo”, da “terceira via”, poderá morrer na praia, sem ninguém para lhe fazer respiração boca a boca. Nem a Marina!

Uma prova do quanto Dudu Iscariotes está mal pode ser medida pela eleição em Pernambuco, seu reduto político e antigo balneário paradisíaco dos socialistas. Nas eleições de 2010, Dudu, antes da traição e com apoio de Lula, venceu a eleição para o governo de Pernambuco no primeiro turno, com 82,84% dos votos. Foi uma surra das boas em seus adversários. Agora, seus candidatos em Pernambuco estão com saudades de Lula. O candidato da aliança PT/PTB, Armando Monteiro, pode levar a eleição para o governo do Estado no primeiro turno. Ele está com 43%, contra 8% do candidato Paulo Câmara, do PSB. Já na eleição para o Senado, o candidato do PT, João Paulo, detém 40% das intenções de voto, contra 18% do candidato da pombinha branca, Fernando Belém.

A vida é assim mesmo Dudu. Dizem que na política o eleitor se refestela quando ocorre uma traição. Alguns promovem até festa. No entanto, este mesmo eleitor menospreza o traidor. Como diria Fernando Brito, no Tijolaço, “o falso, na política, dura pouco. E faz a soma ser menor do que cada uma das parcelas”.