terça-feira, 24 de junho de 2014

Suspeito da morte de estudante da Ufam é investigado por mais seis homicídios.


O ex-presidiário Adriano Rolim da Silva, 24, conhecido como ‘Dri’ – suspeito de ter assassinado com sete tiros, no último sábado (21), a companheira, a estudante do curso de Geografia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Luana Berenice Gonzaga das Neves, 22, na Rua 21, no conjunto Hileia 2, zona centro-oeste – já era investigado por suspeita de envolvimento em, pelo menos, seis homicídios em Manaus, conforme dados da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). 

Segundo a delegada adjunta da DEHS, Débora Mafra, que toma conta do caso da universitária, na zona oeste, ‘Dri’ é suspeito de dois homicídios.

A delegada adjunta da DEHS, Geórgia Cavalcanti, informou que na zona centro-sul, ‘Dri’ é apontado em quatro assassinatos. Em um dos casos, ele é suspeito de estar envolvido na morte do ex-presidiário Paulo César dos Santos Lacerda, 24, que foi morto com cinco tiros na noite do dia 5 de novembro de 2013 enquanto jogava futebol no Centro Social Urbano (CSU) do Parque Dez, zona centro-sul de Manaus. 

De acordo com o padrasto da universitária, o funcionário público Carlos Carvalho, 61, a jovem foi assassinada na frente do enteado dela, de 4 anos. O padrasto disse que testemunhas contaram para ele que o casal passou o dia discutindo na casa onde moravam com o filho do suspeito.

No local do crime, a polícia encontrou R$ 12 mil em espécie e uma pistola PT 100, que, possivelmente, foi usada durante o homicídio. 

Outros Crimes

Adriano já havia sido preso por suspeita dos assassinatos de Hugo Alcântara Cipriano, 30, o ‘Japinha’, e de Marcelo Melo Simões, 35, no bairro da União, em 2012, ambos com mais de 10 tiros. Na época do crime, a polícia informou que as mortes estariam ligadas à disputa por área de tráfico de drogas.

No site do Tribunal de Justiça (TJAM) consta que o suspeito já respondia processo por tráfico de drogas e associação para o tráfico, roubo, formação de quadrilha, homicídio e corrupção de menores.

Fonte: http://new.d24am.com/noticias/amazonas/suspeito-morte-estudante-ufam-investigado-maisseis-homicidios/114560